Ano 15

Wilma Henriques

*15 de fevereiro de 1931 - Conselheiro Lafaiete - MG

Cena de O menino e o vento, 1967, Carlos Hugo Christensen
Cena de O menino e o vento, 1967, Carlos Hugo Christensen
Considerada a Primeira Dama do Teatro Mineiro, Wilma Henriques é presença inesquecível no filme O menino e o vento (1967), de Carlos Hugo Christensen.

Wilma Henriques nasceu em Conselheiro Lafaiete, interior de Minas Gerais, mas veio para Belo Horizonte com a família ainda criança. Começou a carreira artística na televisão, em 1959, na TV Itacolomi, onde apresentou o programa feminino Espelho. Depois foi garota propaganda, apresentou outros programas e atuou em teleteatros e novelas – entre eles, estão as produções bíblicas Há 2000 anos e 50 anos depois. A estreia profissional no teatro foi com a peça O macaco da vizinha, dirigida por Carlos Laerte. Daí não para mais e jamais abandona os palcos , onde atua em espetáculos memoráveis como Fala baixo se não eu grito, Há vagas para moças de fino trato, A prostituta respeitosa, Rasga coração, Ensina-me a viver, Ciranda de pedra, Navalha na carne e Três mães. A estreia no cinema se dá em grande estilo no filme O menino e o vento, dirigido por Carlos Hugo Christensen.

Baseado no conto O iniciado do vento, de Aníbal Machado, O menino e o vento é um grande filme da década de 1960 e um dos melhores do grande cineasta Carlos Hugo Christensen. Wilma Henriques tem papel de destaque como a principal personagem feminina, contracenando com o protagonista interpretado por Ênio Gonçalves. No filme, ela faz a dona do hotel, que se apaixona pelo personagem do Ênio, o hóspede, e, recusada em suas investidas amorosas, mostra todo o seu recalque. Depois, Wilma Henriques volta ao cinema em períodos espaçados. Atua em Ela e os homens, de Schubert Magalhães, em que faz a dona de um bordel. Anos depois volta às telas como a mãe de Aleijadinho no filme dirigido por Geraldo Santos Pereira, Aleijadinho, paixão, glória e suplício. E por fim em Vinho de rosas, da cineasta Elza Cataldo.

Filmografia
O menino e o vento, 1967, Carlos Hugo Christensen
Ela e os homens, 1984, Schubert Magalhães
Aleijadinho, paixão, glória e suplício, 2000, Geraldo Santos Pereira
Vinho de rosas, 2005, Elza Cataldo 

Veja também sobre ela
::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.