Ano 15

Mulheres no Programa Petrobrás Cultural

A produtora Vania Catani - crédito: Tania Rego

A Petrobrás anunciou os contemplados pelo Programa Petrobrás Cultural 2012. 

134 projetos, de 4.309 inscritos, vão levar os 67 milhões do prêmio, nas categorias Preservação e Memória – Apoio a museus, arquivo e bibliotecas, memória das artes e patrimônio imaterial; e Produção e Difusão – circulação de exposições, manutenção de grupos e companhias de teatro, manutenção de grupos e companhias de dança, produção de filmes de longa-metragem para salas de cinema, festivais de cinema, produção literária: ficção e poesia, apoio a artistas, grupos ou redes musicais, festivais de música.

Em cinema, em Memórias das Artes, foi contemplada a restauração de dois filmes da Cinematográfica Maristela. São eles: Suzana e o presidente (1950), de Rugero Jacobbi (1950), protagonizado pela musa Vera Nunes e Orlando Vilar; e Carnaval em lá maior (1955), de Adhemar Gonzaga, uma coprodução com a Cinédia.

Foram contemplados também festivais de cinema dedicados ao cinema brasileiro, como Cine PE, Festival de Brasília, Festival de Gramado, e a Mostra de Cinema de Tiradentes.

Já na produção de longas, várias mulheres figuram na lista de contemplados:

- Bananeira Filmes, de Vânia Catani, com o filme de ficção Deserto, dirigido por Guilherme Weber.

- Dezenove Som e Imagens Produções, da produtora Sara Silveira, com o filme de ficção Vazante, dirigido por Daniela Thomas.

- Sandra Kogut na direção do filme de ficção Campo Grande.

- Gabriela Greeb na direção do documentário Contato. Hilda Hilst pede Contato.

- Eliane Caffé na direção do filme de ficção Um passo para ir.

- Laís Bodanzky na direção do filme de ficção Como nossos pais.

- Lúcia Murat na direção do documentário O corpo e a palavra.

- Ana Rieper com Eduardo Nunes, Camilo Cavalcante, Eduardo Goldenstein, e Gustavo Spolidoro, na direção do documentário Cinco vezes Chico – o velho e sua gente.

- Jorane Castro na direção do documentário Mestre Cupijó e seu ritmo.

- Beth Formaggini na direção do documentário Xingu cariri caruaru carioca.

- Marília Rocha na direção do documentário A cidade onde envelheço.


É um time da pesada, e, com certeza, vem muita coisa boa por aí.

O site Mulheres do Cinema Brasileiro deseja Boa Sorte para todas as contempladas.


::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior