Ano 15

10ª CineBH - Começa a maratona

Clara Choveaux em cena de Elon não acredita na morte
A 10ª CineBH começa hoje, 20, com abertura oficial às 20h no Teatro Sesiminas com a exibição do longa Elon não acredita na morte, de Ricardo Alves Jr, vencedor do prêmio de Melhor Ator para Rômulo Braga no último Festival de Brasília.

Realizada pela Universo Produção, A 10ª CineBH tem como temática "O plano contra a imagem: cinema de resistência".


A Mostra de Cinema de Tiradentes se consolidou no calendário cinematográfico do país - é, inclusive, a primeira do ano -, e tem como foco o cinema contemporâneo. Daí veio a Cineop - Mostra de Cinema de Ouro Preto - que focaliza a memória e o cinema como patrimônio - , que logo de cara arrebatou público e pesquisadores. E aí veio a CineBH, que por acontecer na capital mineira e focalizar o mercado, foi sedimentando aos poucos seu lugar no imaginário. 

Agora, a CineBH encerra sua primeira década e de hoje, 20, até o dia 27 de outubro ocupa vários espaços da cidade: Palácio das Artes - Cine Humberto Mauro, Teatro João Ceschiatti, Sala Juvenal Dias, Jardim interno; CentoeQuatro; Sesiminas; Sesc Palladium. Museu de Artes e Ofícios, MIS Santa Tereza.

Em cena, exibição de longas, médias, curtas. Seminários, encontros, oficinas. No painéis os destaques vão para o Brasil CineMundi, que chega à 7ª edição reunindo convidados nacionais e internacionais para debater casos, coproduções e rodadas de negócios; e o estreante Cidade em Movimento, formados por filmes e conversas sobre temas sociais conduzidas por protagonistas de movimentos.

Destaque também para  seção Diálogos Históricos, em sua terceira edição, que recebe o crítico italiano Adriano Aprá, fundador da revista Cinema e Film e autor de diversos livros. Ele estará em Belo Horizonte para três sessões comentadas no Cine Humberto Mauro: Gertrud (Carl Dreyer, Dinamarca, 1964); Crisântemos Tardios (Kenji Mizoguchi, Japão, 1939); e O Eclipse (Michelangelo Antonioni, Itália, 1962). 

Na programação de filmes serão exibidos 69 obras - 37 longas, 3 médias e 29 curtas de 12 países - Portugal, França, EUA, Moçambique, Dinamarca, Argentina, México, Espanha, Paraguai, Bolívia, Reino Unido e Japão. Do Brasil, serão exibidas produções em pré-estreias de 9 estados - Minas Gerais, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraíba e Ceará.

Um dos grandes destaques é a retrospectiva do cineasta português João César Monteiro (1939-2003).

Já na Mostra Contemporânea, com produções em pré-estreias,  filmes  de Rita Azevedo Gomes - Correspondências), e Salomé Lamas - Eldorado XXI, e os curtas de duas novas realizadoras de Portugal, Luísa Sequeira - Os cravos e a rocha, e Joana Pimenta  - Um campo de aviação. Do cinema latino-americano, alguns destaques deste ano são Beduíno, de Julio Bressane, Redemoinho, de José Luiz Villamarim, e Rifle, de Davi Pretto, todos do Brasil; Hermia e Helena, do argentino Matias Piñeyro; La Última Tierra, do paraguaio Pablo Lamar; e Viejo Calavera, do boliviano Kiro Russo. Novos títulos de cineastas cultuados também estão na seleção, como A Canção do Pôr do Sol, do inglês Terence Davies, e Certas Mulheres, da norte-americana Kelly Reichardt. 

10ª CineBH 
Programação completa cinebh.com.br


***************************************

Serviço
10ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte
20 a 27 de outubro de 2016
Brasil CineMundi – 7th Internacional Coproduction Meeting
20 a 24 de outubro de 2016
Idealização e realização: Universo Produção
Locais de realização do evento
Fundação Clóvis Salgado (Palácio das Artes)
*Cine Humberto Mauro  *Teatro João Ceschiatti  *Sala Juvenal Dias  *Jardim Interno
CentoeQuatro | *Cine 104 
Centro Cultural Sesiminas |*Teatro Sesiminas
Museu de Artes e Ofícios| *Salas Mezanino
Sesc Palladium| *GrandeTeatro
Mis Cine Santa Tereza | *Sala de Cinema
 

Toda programação é oferecida gratuitamente ao público

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior