Ano 15

Começa a 11a CineBH

Cena de Corpo elétrico (2017), de Marcelo Caetano
Cinema de Urgência. Essa é a temática da 11ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte, que começa hoje, 22, em vários espaços da capital com programação gratuita.

Realizada pela Universo Produção – Raquel Hallak, Fernanda Hallak e Quintino Vargas -, que também realiza a Mostra de Cinema de Tiradentes e a Cineop – Mostra Cinema de Outo Preto, a CineBH focaliza o mercado. Em Tiradentes o cinema brasileiro conteporãneo; e em Ouro Preto, o cinema patrimônio.

A abertura acontece no Cine Theatro Brasil Vallourec às 20h com uma performance e a exibição do longa inédito em BH, Corpo elétríco, do cineasta mineiro Marcelo Caetano.
Antes da exibição do filme, o público confere uma performance dirigida por Chico de Paula e Grazi Medrado, em cerimônia que tem como apresentadora a atriz Lira Ribas - presença inesquecível no premiado curta Estado itinerante, dirigido por Ana Carolina Soares, que será exibido na Mostra.

As últimas aberturas das mostras da Universo têm sido uma atração à parte desde que as cenas negras e urbanas têm sido o nervo pulsante da cerimônia. Daí, que a expectativa é boa mais uma vez por saber da dupla de diretores e dos nomes envolvidos na atração:  G. A. Barulhista, Mc Douglas Din, Duo Paralelo (Marise Diniz e Ailton Gobira), grupo de passinho do Aglomerado da Serra Passistas Dancy (Lá da Favelinha) e intervenção videográfica da NAV Filmes.

Até o dia 27 de agosto, a 11ª CineBH vai apresentar uma programação intensa formada por exibição de longas, média e curtas, exposição e diversas atrações artísticas em palcos espalhados pela cidade: Cine Theatro Brasil Vallourec, Sesi Museu de Artes e Ofícios, Cine Humberto Mauro, Teatro Sesiminas, Sesc Palladium , MIS Cine Santa Tereza, CentroeQuatro Centro Cultural, Praça Duque de Caxias e a Serraria Souza Pinto e Praça da Estação.

Serão 101 filmes nacionais e internacionais – 41 longas; 1 média; 59 curtas - , de 16 países (Brasil, França, Reino Unido, Estado Unidos, Portugal, Senegal, Alemanha, Japão, China, Rússia, Áustria, Líbano, Síria, Emirados Árabes, Qatar e Tailândia) e de seis estados brasileiros (MG, GO, RJ, SP, RS e PR).

Um dos destaques dessa edição é a parceria com a a MAX – Minas Gerais Audiovisual Expo, com exibição de clássicos na Praça da Estação, como O garoto, de Charles Chaplin – exibido nesta terça, às 19h, com acompanhamento da Orquestra de Câmara Sesiminas; e outros como Eles Vivem, de John Carpenter, Blade Runner, de Ridley Scot, E.T., de Steven Spielberg.

Faz parte da Mostra CineBH, o 8º Brasil Cinemundi, em que profissionais de vários países, como programadores de festivais internacionais e produtores se reúnem para uma intensa programação de cooperação, intercâmbios, capacitação, apoio e coprodução a novos projetos de longas brasileiros.

A  CineBH homenageia, em sua 11ª edição, o cineasta francês Pierre Léon, que terá sua obra exibida em retrospectiva.

11ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte
Programação completa www.cinebh.com.br

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior