Ano 16

14a Cineop - Homenagem Edgar Navarro

Crédito: Leo Lara/Universo Produção
Cada vez mais, nesses tempos difíceis no mundo, e, sobretudo, no Brasil, separar autor e obra, criador e criatura vem se tornando antídoto para manutenção da sanidade mental. A Caixa de Pandora foi escancarada e todo o mal abjeto, e não o mal sedutor, aquele das complexidades, que nela também faz morada, reina a galope. 

A abjeção, a boçalidade, a maldade encarnada emm estado bruto vem querendo, com força, impedir que o sol há de brilhar mais uma vez. E pelo papel enorme que a cultura tem em nossas vidas, ver artistas de obras incríveis ou mezzo mezzo encarnarem ou ecoarem vozes de horror em coro ao momento atual tem sido uma extensão de sofrimento cotidiano.

Por isso, ver um artista como o cineasta baiano Edgar Navarro no palco ontem, 6, recebendo seu troféu Vila Rica como homenageado da 14a Cineop - Mostra de Cinema de Ouro Preto, foi mesmo um bálsamo a aplacar mesmo que por momentos, ainda que saibamos que esses ecos de cura perdurarão, essa nossa dor coletiva e avassaladora.

Para além de tantos outros trabalhos incríveis, como seus longas Eu me lembro (2005) e O homem que não dormia (2012), se cada um assistisse só seu clássico média-metragem Superoutro (1989) já bastaria para acionar uma chave para um cinema desconcertante e debochado sim, e, sobretudo, pulsante de vida.

E isso a 14a Cineop possibilitou para quem compareceu à abertura ontem à noite ao Cine Vila Rica e pode ver ou rever esse divertidíssimo, doídisssimo e humaníssimo filme, desde sempre momento luminoso da filmografia brasileira. E ainda foi exibido o curta Exposed (1978), realizado durante a ditadura civil-militar.

Antes das exibições, a plateia pode ver Edgar Navarro receber o troféu das mãos do amigo Juca Ferreira, que situou bem a persona e a obra do homenageado - a melhor história, e que possibilitou tiradas ótimas de Navarro depois, foi a do restaurante macrobiótico que frequentavam na Bahia.

E aí, pronto, foi mais uma chave para ouvirmos, vermos e assistirmos Edgar Navarro no palco em discurso completamente coerente e lindamente sintonizado com o que veríamos instantes depois na tela.

Dono da Voz, foi maravilhoso ver, assistir e ouvir a Voz do Dono em seu libelo contra a abjeção, a boçalidade e o mal encarnado, seja falando sobre sua vida, falando sobre o cinema, falando sobre a liberdade e a necessidade absoluta dela, para a arte, para a cultura, para a vida.

Mais belamente impactante ainda quando professou o amor pela esposa, que, segundo ele, o ressignificou, sobretudo, pela simplicidade.

Como diria o poeta e conterrâneo, que já cantou o Superoutro em versos, se o amor o pegou, pegou, ali, naquele momento, também todos nós da plateia. Bom, pelo menos para quem teve olhos para ver e ouvidos apaixonados para ouvir.

E, de cá, respiramos fundo de contentamento e alívio. Pois ali, como deveria e gostaríamos sempre, não foi preciso separar autor e obra, criador e criatura. 


* A bela cerimônia de abertura ainda merece outra matéria, que será a próxima a ser publicada.

**********

14a Cineop - Mostra de Cinema de Ouro Preto
De 5 a 10 de junho

Programação completa
www.cineop.com.br

Acompanhe a 14ª CineOP - Mostra de Cinema de Ouro Preto e o programa Cinema Sem Fronteiras 2019.
Participe da Campanha #EufaçoaMostra
Na Web: cineop.com.br
No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / CineOP
No Instagram: @universoproducao
Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

SERVIÇO
14ª CINEOP - MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO | 5 a 10 de junho de 2019
LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA
LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA
Patrocínio:  CEMIG |GOVERNO DE MINAS GERAIS e CSN
Parceria Cultural: Sesc em Minas
Parceria: Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP
Apoio: Oi, Instituto Universo Cultural, Café 3 Corações, Prefeitura de Ouro Preto, Embaixada da França no Brasil, Rede Globo Minas, Centro de Artes e Convenções de Ouro Preto, Canal Brasil, TV Escola e PMMG
Incentivo: SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA| MINAS GERAIS
Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO
SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA| MINISTÉRIO DA CIDADANIA | GOVERNO FEDERAL

LOCAIS DE REALIZAÇÃO DO EVENTO
Cine Vila Rica
Centro de Artes e Convenções de Ouro Preto
Praça Tiradentes

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior