Ano 16

17ª Mostra de Cinema de Tiradentes






17ª Mostra de Cinema de Tiradentes discute “Processos Audiovisuais de Criação”

 

De 24 de janeiro a 1º de fevereiro estará em cena um dos maiores – e melhores – pontos de encontro do cinema brasileiro: a Mostra de Cinema de Tiradentes.

A Mostra é uma realização da Universo Produção, que tem duas mulheres a frente, as irmãs Raquel Hallak e Fernanda Hallak, além de Quintino Vargas.

Vitrine e palco de reflexões sobre o cinema brasileiro contemporâneo independente, a Mostra de Cinema de Tiradentes chega à 17ª edição com a temática “Processos Audiovisuais de Criação” e uma homenagem ao ator Marat Descartes.

A programação, como sempre, será intensa e gratuita: pré-estreias nacionais e mundiais, oficinas, debates, seminário, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance, encontros e diálogos

 

Segundo a organização, “A temática central desta edição coloca em evidência os “Processos Audiovisuais de Criação”. A ideia surgiu da percepção de que essa produção inventiva apresentada anualmente nas telas de Tiradentes tem se mostrado cada vez mais moderna e original não apenas na maneira de se apresentar na tela e aos olhos do espectador, mas também nos bastidores e nos sets de filmagem.

O olhar atento às maneiras cada vez mais ousadas que os cineastas brasileiros contemporâneos têm encontrado para realizarem seus trabalhos vai permear parte da programação da mostra, incluindo debates, discussões e encontros com a crítica, realizadores e público. “A pluralidade de conteúdos audiovisuais advindos das mais diversas fontes expressa a programação desta edição que reafirma o compromisso com o cinema brasileiro, com a sociedade que o origina, com as representatividades políticas, com as mudanças, influências e tendências do audiovisual”, afirma a coordenadora geral da Mostra, Raquel Hallak."

A abertura da 17ª Mostra de Cinema de Tiradentes será com a exibição do longa “Quando eu era vivo”, de Marco Dutra, protagonizado pelo homenageado Marat Descartes.

Do homenageado ainda serão exibidos: o longa “Uma dose violenta de qualquer coisa”, de Gustavo Galvão; o média “E além de tudo me deixou mudo o violão”, de Anna Muylaert; e os curtas “145”, de Gero Camilo, “A caminho de casa”, de Paula Szutan e Renata Terra, e “Fala comigo agora!”, de Karina Ades e Joaquim Lino. Além do curta dirigido por Descartes, “Uma confusão cotidiana”, realizado em 2006.

 

********************************************************

A cidade de Tiradentes, localizada a 180km de BH e com apenas 7 mil habitantes, recebe durante a Mostra Tiradentes toda infra-estrutura necessária para sediar uma programação cultural abrangente e gratuita, que reúne todas as manifestações da arte. São instalados três espaços de exibição: o Cine BNDES na Praça, no Largo das Fôrras (espaço para mais de 1.000 espectadores); o Complexo de Tendas, que sedia a instalação do Cine-Tenda (com 700 lugares), e o Cine-Teatro (com platéia de 150 lugares), que funciona no Sesi Tiradentes - Centro Cultural Yves Alves – sede do evento.

 

********************************************************

Acompanhe a 17ª Mostra de Cinema de Tiradentes e o programa Cinema Sem Fronteiras 2014.
Participe da Campanha #EufaçoaMostra
Na Web: mostratiradentes.com.br
No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / mostratiradentes
No Instagram: @universoproducao
Informações pelo telefone: (31) 3282-2366


***********************************************************

Serviço:
17ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES
24 de janeiro a 1º de fevereiro de 2014
Idealização e realização: Universo Produção
Patrocínio Máster: BNDES/Governo Federal, Oi,
Patrocínio: CEMIG/Governo de Minas, Petrobras, Sesi/Fiemg
Incentivo: Leis Estadual e Federal de Incentivo a Cultura
Apoio: Oi Futuro, Instituto Universo Cultural, Rede Globo Minas 

 


::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior