Ano 16

COMEÇA A 8ª CINEBH

cena de Deserto azul, 2014, Eder Santos
Começa na quinta, 16, e vai até o dia 23 de outubro, a 8ª Mostra CineBH.

A CineBH vai ocupar vários espaços na capital mineira: Palácio das Artes - Cine Humberto Mauro, Teatro João Ceschiatti, Sala Juvenal Dias e jardim interno; Sesc Palladium - Grande Teatro e Sala José Tavares de Barros; e CCBB BH - Teatro e Espaço multiuso. Toda a programação tem entrada franca - algumas atividades para pre-inscritos.

Se em Tiradentes é a vez do cinema brasileiro contemporâneo e em Ouro Preto o cinema brasileiro patrimônio, na CineBH os holofotes vão para o mercado do cinema independente.

Com esse foco, a CineBH abre espaço para cinema de várias partes do mundo e não só o brasileiro como nas outras mostras da Universo Produção.

Serão exibidos, gratuitamente,  98 filmes - 39 longas, 5 médias e 54 curtas-metragens, de 20 países: Argentina, Austrália, Áustria, Canadá, Chile, China, Cuba, Alemanha, Espanha, EUA, Holanda, França, Bélgica, Portugal, Itália, México, Reino Unido, Noruega, Luxemburgo, Suíça.

O Brasil, claro, não ficará de fora, e serão apresentados filmes de 12 estados: Bahia, São Paulo, Pernambuco, Ceará, Goías, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima e Santa Cantarina.

A produção nacional marca presença inclusive na abertura da CineBH com a preestreia de Deserto azul (2014), do videomaker e cineasta mineiro Eder Santos, diretor de Enredando das pessoas (1995).

Na programação internacional, além dos filmes inéditos, como A Dança da realidade, do chileno Alejandro Jodorowsky, os destaques vão para as retrospectivas do cineasta francês Olivier Assayas e do cineasta argentino Santiago Loza - esse último vai ministrar uma masterclass.

Na programação brasileira de longas, serão exibidos Obra, de Gregório Graziozi, Castanha, de Davi Pretto, Hamlet, de Cristiano Burlan, e Faroeste, de Abelardo de Carvalho. O Brasil marca presença também na programação de curtas, que nessa edição é formada por 54 títulos.

Já na Mostrina, dedicada às crianças, serão exibidos filmes como o recente O menino no espelho, produção mineira da Camisa Listrada dirigida por Guilherme Fiúza.

Além da exibição de filmes, a  8ª Mostra CineBH promove oficinas e realiza o Seminário Brasil CineMundi,  com a promoção de debates, workshops, masterclass, diálogos, encontros de coprodução, rodada de negócios, agenda de relacionamentos.

Como em edições anteriores, a Mostra traz convidados internacionais, dessa vez com a presença de 21 representantes  da indústria audiovisual mundial de 10 países - Alemanha, França, Holanda, Portugal, Itália, Suíça, EUA, Argentina, Uruguai e Chile, segundo os organizadores "para participar das diversas atividades promovidas pelo evento e conhecer novos projetos de longa brasileiro em fase de desenvolvimento e pré-produção."


PROGRAMAÇÃO

MOSTRA CONTEMPORÂNEA
 
Longas
A Dança da Realidade (La Danza de la Realidad), de Alejandro Jodorowsky (Chile)
A Última Caçada de Búfalos (The Last Buffalo Hunt), de Lee Anne Schmitt (EUA)
A Vingança de uma Mulher, de Rita Azevedo Gomes (Portugal)
Castanha, de Davi Pretto (Brasil/RS)
Deserto Azul, de Eder Santos (Brasil/MG)
Double Play: James Benning & Richard Linklater, de Gabe Kingler (EUA)
E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto (Portugal)
El Ardor, de Pablo Fendrik (Argentina, México, Brasil, França, EUA) – sessão CineMundi
Faroeste, de Abelardo de Carvalho (Brasil/RJ)
Hamlet, de Cristiano Burlan (Brasil/SP)
Mercados de Futuro, de Mercedes Álvarez (Espanha)
National Gallery, de Frederick Wiseman (EUA)
Noites Brancas (Nuits Blanches sur la Jeteé), de Paul Vecchiali (França)
O Atirador, de José Oliveira, Mário Fernandes e Marta Ramos (Portugal)
Obra, de Gregorio Graziosi (Brasil/SP) 
Por Exemplo, Electra (Par Exemple, Electre), de Jeanne Balibar e Pierre Leon (França)
Terra de Ninguém, de Salomé Lamas (Portugal)
 
Médias
A primeira vez: Catherine Breillat (Catherine Breillat - La Première Fois), de Luc Moullet (França)
Israel Casa de Bamba, de Felipe Ivanicska (Brasil/MG)
Noite Clara, de Felipe Vernizzi (Brasil/SC)
Redemption, de Miguel Gomes (Portugal)
 
Curta
Reunião de Condomínio (Assemblée Génerale), de Luc Moullet (França)
 
 
MOSTRA CURTAS
 
10/05/2012, de Álvaro Andrade (Brasil/BA)
A Dança da Alma, de Samuel Rodrigues (Brasil/MG)
A Quilômetros de Distância (A Million Miles Away), de Jennifer Reeder (EUA)
A Rainha (La Reina), de Manuel Abramovich (Argentina)
Aissa, de Clément Tréhin-Lalanne (França)
Aluga-se o Ponto, de Caue Nunes (Brasil/SP)
Amanhã já é Outono, de Luciana Bezerra (Brasil/RJ)
Amo Hooligans (I Love Hooligans), de Jan-Dirk Bouw (Holanda, Bélgica)
Amor em Pedaços, de Felipe de Oliveira (Brasil/MG)
Araca - O Samba em Pessoa, de Aleques Eiterer (Brasil/RJ)
Arte do ofício: fotógrafos do parque, de Carlos Hamilton e Luiza Meira (Brasil/MG)
Aula de Reforço, de Rodrigo Séllos (Brasil/RJ)
Bufali, de Pedro Quintero (Brasil/MG)
Burger, de Magnus Mork (Reino Unido, Noruega)
Caçador, de Rafael Duarte e Taísa Ennes Marques (Brasil/RS)
Cadernos da guerra, de Alan Mendonça Furtado (Brasil/RS)
Carrossel (Carosello), de Jorge Quintela (Portugal/Itália)
Cenário, de Carol Veras, Felipe Gurgel, Mariana Lage, Régis Cunha (Brasil/CE)
Chá, de Nando Dalberto (Brasil/SP)
Ciao Miao, de Ricardo Miyada (Brasil/SP)
Desconsolo, de Jardel Tambani (Brasil/SP)
Do Meu Lado, de Tarcísio Lara Puiati (Brasil/RJ)
Dorothy, de Pedro Monteiro e Cavi Borges (Brasil/RJ)
Entulho, de Mabel Lopes (Brasil/SP)
Eu não digo adeus, digo até logo, de Giuliana Monteiro (Brasil/SP)
João Heleno dos Brito, de Neco Tabosa (Brasil/PE)
Loïe & Lucy, de Isabella Raposo e Thiago Brito (Brasil/RJ)
Los Rosales, de Daniel Ferreira (Brasil/MG)
Malunguinho, de Felipe Peres Calheiros (Brasil/PE)
Marina não vai à praia, de Cássio Pereira dos Santos (Brasil/MG)
Mister H, de Bernard Payen (Brasil/PR)
Na Hora dos Morcegos, de Richard Tavares (Brasil/RS)
Nevermind, de Jean Marc E. Roy (Canadá)
Noah, de Walter Woodman e Patrick Cederberg (Canadá)
O Carro Azul (El Carro Azul), de Valerie Heine (Cuba, Alemanha)
O País dos Insetos de Verão (The country of summer insects), de Bohua Tang (China)
O que fica, de Daniella Saba (Brasil/SP)
O Relâmpago e a Febre, de Gilson Vargas (Brasil/RS)
O Retorno (Le Retour), de Yohann Kouam (França)
Quarto 411, de Amarildo Martins (Brasil/PR)
Reflexão (Reflection), de Hazuki Aikawa (EUA)
Retrato de Dora, de Bruna Callegari (Brasil/SP)
River Plate, de Josef Dabernig (Áustria)
Toda cor abandonada é violenta, de Luisa Marques (Brasil/RJ)
Trânsito Livre, de Elder Barbosa (Brasil/RJ)
Trem Fantasma (Ghost Train), de Kelly Hucker, James Fleming (Austrália)
Três Vezes Maria, de Marcia Lohss (Brasil/RN/RR)
Uma vida radiante (Une Vie Radieuse), de Meryll Hardt (França)
 
RETROSPECTIVA OLIVIER ASSAYAS
 
Acima das Nuvens (Clouds of Sils Maria) (França)
Água Fria (L'eau froide) (França)
Depois de Maio (Après mai) (França)
Destinos Sentimentais (Les destinées sentimentales) (França)
Espionagem na Rede (Demonlover) (França)
Horas de Verão (L'heure d'été) (França)
Irma Vep (França)
Traição em Hong Kong (Boarding Gate) (França, Luxemburgo)
 
RETROSPECTIVA SANTIAGO LOZA
 
Longas
A Invenção da Carne (La invención de la Carne) (Argentina)
A Paz (La Paz) (Argentina)
Artico (Argentina)
Estranho (Extraño) (Argentina)
Si Je suis perdu, c'est pas grave (Argentina)
Os Lábios (Los Labios), de Santiago Loza e Iván Fund (Argentina)
Quatro Mulheres Descalças (Cuatro mujeres descalzas) (Argentina)
 
Média
O Assombro (El Asombro) (Argentina)
 
 
MOSTRA DIÁLOGOS HISTÓRICOS ( MASTERCLASS COM  TAG GALLAGHER)
 
Carta de uma Desconhecida (Letter from an Unknown Woman), de Max Ophuls (EUA)
Sangue de Heróis (Fort Apache), de John Ford (EUA)
Viagem à Itália (Journey to Italy), de Roberto Rossellini (Itália, França)
 
CINE-ESCOLA
 
Amazônia, de Thierry Ragobert (Brasil/França)
Antes que o mundo acabe, de Ana Luisa Azevedo (Brasil/RS)
Confissões de Adolescente, de Daniel Filho e Cris D'Amato (Brasil/RJ)
 
MOSTRINHA
 
Longas
Amazônia, de Thierry Ragobert (Brasil/França)
O Menino no Espelho, de Guilherme Fiúza (Brasil/MG)
 
Curtas
A Infância de Aninha, de Rosa Berardo (Brasil/GO)
De Castigo, de Helena Grama Ungaretti (Brasil/SP)
Nightmare on Cork Street, de Lucas Paio (Brasil/MG)
O Ervilha, de Carolina Marafiga Minuzzi (Brasil/SP)
Pierre e a Mochila, de Iuli Gerbase (Brasil/RS)
 
 
***
Acompanhe a 8ª Mostra CineBH, o 5º Brasil CineMundi e o programa Cinema Sem Fronteiras 2014
Participe da Campanha #eufaçoaMOSTRA
Twitter: universoprod 
Facebook: universoproducao / cinebh / brasilcinemundi
Web: cinebh.com.br 
Informações pelo telefone: (31) 3282.2366
***
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Universo Produção (31) 3282.2366 – Luisa Moraes
Marcelo Miranda, Fábio Gomides, Ariane Lemos e Lívia Tostes
 Atendimento: imprensa@universoproducao.com.br
Fábio Gomides – (31) 9693.2767  Ariane Lemos (31) 9751.0445
  
Serviço
 
 8ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte
16 a 23 de outubro de 2014
Patrocínio: BANCO ITAÚ, MATER DEI
Realizado com os com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura
Apoio: Rede Globo Minas, Oi, CCBB –BH, Sesc,  Consulado Geral da França no Rio de Janeiro,
Incentivo: Lei Federal de Incentivo à Cultura
 
Brasil CineMundi – 5th Internacional Coproduction Meeting
16 a 20 de outubro de 2014
Patrocínio: SEBRAE
Apoio: Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Cultura|SAV|CTAv, Ancine, Cinema do Brasil, APBITV, Mistika, DOT, Labocine,  CiaRio,Teleimage, Mix Stúdios, Parati Filmes, Labocine,  Inhotim, Torino Film Lab, Ventana Sur, Cinélatino|Toulouse, Consulado da Argentina em Belo Horizonte.
 
Idealização e realização: Universo Produção
 
Locais de realização do evento
Fundação Clóvis Salgado (Palácio das Artes)
*Cine Humberto Mauro  *Teatro João Ceschiatti  *Sala Juvenal Dias  *Jardim Interno
 Sesc Palladium
*Grande Teatro *Sala Prof. José Tavares de Barros
 CCBB - BH
* Teatro * Sala Multiuso
 
Informações: (31) 3282.2366 -  www.cinebh.com.br.
 

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior