Ano 15

8ª CineBH - Cobertura 1

Equipe Deserto azul - crédito: Leo Lara/Universo Produção
Deserto Azul, o novo filme do videomaker e cineasta mineiro Eder Santos abriu a 8ª CineBH.

O público compareceu em peso no CCBB BH para a noite de abertura, que contou com o ator Léo Quintão como mestre de cerimônias.

Diferente de outras aberturas das mostras da Universo – Mostra de Tiradentes e CineOP – e mesmo de outras edições da CineBH, a deste ano foi mais rápida, com um cerimonial mais ágil.

Até então não tinha sido anunciado quem seria o homenageado da Mostra, algo comum em todas elas, e a homenagem veio em forma de surpresa inclusive para o próprio homenageado, o cineasta argentino Santiago Loza, presente no evento, e que terá retrospectiva de sua obra exibida, além de ministrar uma masterclass.

Loza se disse surpreendido, e que faz pequenos filmes, intimistas e pessoais, e por isso pensa, às vezes, que não é notado. Daí disse: “mas parece que não é assim”.

Logo depois foi a vez do público conferir a pré-estreia do longa Deserto Azul.

A exibição contou com a presença do diretor Eder Santos, de grande parte de sua equipe técnica, como a coroteirista Mônica Cerqueira, e atores e atrizes como Chico Diaz, Odilon Esteves, Michele Castro e Pat C.

A equipe do filme pediu que a plateia deixasse os celulares ligados durante a exibição do filme, pois seria a forma dela interagir com o filme acessando um link especial a partir das informações que estavam em um cartão entregue na entrada da sala.

Parece que não funcionou para muita gente, ou mesmo por, talvez, não terem querido embarcar na proposta, já que não se viu muitas luzinhas de celulares na sala escura.
Protagonizado por Odilon Esteves, Maria Luísa Mendonça e Chico Diaz, com participação de Angelo Antônio e Leonardo Fernandes, e mais outros tantos atores e atrizes, Deserto Azul é filme de ficção científica futurista.

Cinema de gênero é uma das maravilhas da sétima arte, e ficção científica então no cinema brasileiro, gênero pouco visitado, já é por si só uma porta convidativa atraente.
As imagens feitas no deserto do Atacama seduzem o olhar, mas pena que o roteiro não dá conta de sua ambição, que segundo a sinopse divulgada, que falar sobre propósito da vida e significados da existência humana.

No elenco, a ótima presença de Odilon Esteves, prestigiado ator de teatro de Belo Horizonte, com incursões também no audiovisual, como no filme Batismo de sangue, de Helvécio Ratton, e na minissérie Queridos amigos, de Maria Adelaide Amaral na Globo.


***
Acompanhe a 8ª Mostra CineBH, o 5º Brasil CineMundi e o programa Cinema Sem Fronteiras 2014
Participe da Campanha #eufaçoaMOSTRA
Twitter: universoprod 
Facebook: universoproducao / cinebh / brasilcinemundi
Web: cinebh.com.br 
Informações pelo telefone: (31) 3282.2366
***
  
Serviço
 
 8ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte
16 a 23 de outubro de 2014
Idealização e realização: Universo Produção

Locais de realização do evento
Fundação Clóvis Salgado (Palácio das Artes)
*Cine Humberto Mauro  *Teatro João Ceschiatti  *Sala Juvenal Dias  *Jardim Interno
 Sesc Palladium
*Grande Teatro *Sala Prof. José Tavares de Barros
 CCBB - BH
* Teatro * Sala Multiuso
 
Informações: (31) 3282.2366 -  www.cinebh.com.br.

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior