Ano 15

10ª CineOP - Mostra de Cinema de Ouro Preto

Cena de Antes, o verão, 1968, Gerson Tavares
E a Mostra de Cinema de Ouro Preto - CineOP - chega à 10ª edição.

Realizada pela Universo Produção, a CineOP tem como foco central o cinema patrimônio como resgate da memória cultural cinematográfica brasileira, a partir de recortes temáticos e de discussões de preservação.

A 10ª CineOP tem como temática histórica "O negro em movimento", que vai lançar um olha sobre a presença do negro no cinema brasileiro, e faz uma homenagem ao ator Milton Gonçalves, artista fundamental nas artes cênicas e audiovisuais do país.

Nas temáticas de preservação e educação, homenageará a conservadora audiovisual Fernanada Coelho e o Cineduc.

A cerimônia de abertura acontece nessa quinta, 18, no Cine Vila Rica, às 20h30, com a exibição do longa Rainha diaba (1974), de Antonio Carlos da Fontoura, um clássico do cinema brasileiro.

A exibição marca a abertura oficial da Mostra, que até o dia 22 de junho vai apresentar uma programação extensa formada por exibição de 104 filmes -  15 longas, 6 médias e 83 curtas -, seminários, debates, oficinas, exposições, lançamentos de livros e atrações artísticas em três espaços na cidade: Cine Vila Rica, Centro de Arte e Convenções e Cine BNDES na Praça.

Destaques

Dentre os destaques da programação da 10ª CineOP estão os filmes da temática histórica "O negro em movimento" e um seminário com duas mesas de discussão.

A programação de filmes do recorte é formada por um curta e seis longas- metragens: Alma no olho (1973), de Zózimo Bulbul; e os longas Também somos irmãos ((1949), de José Carlos Burle, Ganga Zumba (1964), de Cacá Diegues, A negação do Brasil (2001), de Joel Zito Araújo, Ôri (1989), de Raquel Gerber, e Branco sai preto fica (2014), de Adirley Queirós. 

Já o seminário reunirá cineastas, atores e pesquisadores em duas mesas: O Negro em Movimento, no dia 19, e O Negro no Cinema: Entre Estereótipos e Reações, no dia 21.

Outros grandes destaques estão na Mostra Preservação, com a exibição de filmes recém-restaurados. 

O público poderá conhecer a obra do cineasta carioca Gerson Tavares, que na década de 1960 dirigiu filmes como Antes, o verão (1968) - presente na programação.

Poderá também ver ou rever Limite (1931), clássico de Mário Peixoto, que ganhou renovada versão pela Cinemateca de Bolonha. 

Cinema contemporâneo

Na Mostra Contemporânea serão exibidos My name is now, Elza Soares (MG), de Elizabete Martins Campos; Paixão de JL (SP), de Carlos Nader, premiado como melhor documentário no É Tudo Verdade deste ano; Retratos de identificação (RJ), de Anita Leandro; e O diplomata (MG), de Fábio Carvalho e Flávia Barbal. 

A programação de curtas apresentará filmes de várias regiões do país em oito mostras: Horizontes, Histórica, Praça, Preservação, Venturas, Educação, Mostrinha e Cine-Escola.

Programação completa
www.cineop.com.br



**********************************************************

Serviço:

10ª CINEOP - MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO
17 a 22 de junho de 2015
Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO
Patrocínio Máster: BNDES
Patrocínio: Oi, Souza Cruz
Incentivo: LEI FEDERAL DE INCENTIVO A CULTURA E LEI ESTADUAL DE INCENTIVO A CULTURA
Apoio: Oi Futuro, Instituto Universo Cultural, Rede Globo Minas, Canal Brasil, Prefeitura Municipal de Ouro Preto, Café 3 Corações, Heineken
Realização: UNIVERSO PRODUÇÃO
GOVERNO FEDERAL|PÁTRIA EDUCADORA 

Locais de realização do evento
Cine Vila Rica (plateia 500 lugares)
Centro de Artes e Convenções |Cine-Teatro (plateia 510 lugares)
Praça Tiradentes – Cine-Praça (plateia)

Acompanhe a 10ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto  e o programa Cinema Sem Fronteiras 2015
Participe da Campanha #eufaçoaMOSTRA
Twitter: universoprod 
Facebook: universoproducao / cineop
Instagram: universoproducao
Web: cineop.com.br 
Informações pelo telefone: (31) 3282.2366

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior