Ano 16

Começa o FORUMDOC.BH.2015

Cena de O grito da terra, 1964, Olney São Paulo
Começa hoje, 19, e vai até o dia 29 de novembro, o festival de cinema mais querido da capital mineira: FORUMDOC.BH.2015 – 19º Festival do Filme Documentário e Etnográfico / Fórum de Antropologia e Cinema.

Como o próprio nome sinaliza, o Festival focaliza o cinema a partir do olhar documental, etnográfico e antropológico, ou seja, como o cinema contemporâneo vê a realidade, e aí tanto no formato ficção como no documentário.

Portanto, nada mais adequado do que a abertura, que acontece hoje às 19h30, no Cine Humberto Mauro, seja com o Acervo de Andrea Tonacci – Encontros na América Indígena, em sessão comentada pelo genial diretor.

A abertura estava programada para ser com o filme Navajo Talking Picture, de Arlene Bowman, mas a realizadora não conseguirá chegar dos Estados Unidos para a exibição de hoje – a sessão comentada do filme foi transferida para sábado, dia 22, ás 21h.

A programação do FORUMDOC.BH 2015 vai ser exibida no Cine Humberto Mauro, no Cine 104 e na UFMG, e é toda gratuita.

Ela está dividida em cinco programas: Contemporânea Nacional; Contemporânea Internacional; Restrospectiva Olney São Paulo; Olhar: Um Ato de Resistência; Sessões especiais.

São muitos os destaques. Na Contemporânea Nacional o público poderá conferir filmes como No caminho com Mário, do Coletivo Mbya – Guarani de Cinema; Orestes, de Rodrigo Siqueira; Mais do que eu possa me reconhecer, de Allan Ribeiro; Quintal, de André Novais Oliveira; Índios no poder, de Rodrigo Arajeju; Ressugentes: um filme de ação direta, de Dácia Ibiapina; Inhotep, de Leo Pyrata; Futuro Junho, de Maria Augusta Ramos; Filme dos Outros, de Lincoln Péricles; e Sem título#2: la mer larme.

Biscoito finíssimo dessa 19ª Edição é a retrospectiva Olney São Paulo, importante cineasta baiano há muito ausente das telas. O FORUM.BH.DOC 2015 vai exibir curtas que Olney dirigiu na década de 1970, além de seus dois longas, os raros O grito da terra (1964) e O forte (1973/76). Complementa a mostra o longa Sinais de cinza, a peleja de Olney contra o dragão da maldade, de Henrique Datas.

E tem muito mais, em uma programação realmente especial.

O FORUMDOC.BH 2015 – 19º Festival do Filme Documentário e Etnográfico / Fórum de Antropologia e Cinema é realizado pela Associação Filmes de Quintal,

Na curadoria geral e nas curadorias das mostras/recortes tem muita gente bamba, como Junia Torres. Ewerton Belico, Andrea Tonacci, Ana Flávia Dias Salles, Leonardo Amaral e muitos outros

Mais informações e programação completa
http://www.forumdoc.org.br/

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior