Ano 16

Ilha dos Prazeres Proibidos, A, 1979, Carlos Reincenbach

Bela página do cinema da Boca

Exibido na 4a Cineop - Mostra de Cinema de Ouro Preto, foi  a vez de rever - terceira ou quarta vez - A Ilha dos Prazeres Proibidos, de Carlos Reichenbach. O filme foi apresentado por Carlão, ladeado por Zilda Mayo e Neide Ribeiro, duas das estrelas de seu belo filme - que maravilha se Meyre Vieira também estivesse presente. Neide Ribeiro também divertiu contando o que ela e Carlão tinham comentado nos bastidores. Neide disse que é um tanto surda de um ouvido e, com isso, acontecia regularmente de ela continuar atuando, mesmo depois do diretor gritar "corta".

Carlão, sempre articulado e encantador, contou que Galante deu os recusos para ele fazer o filme, mas disse: - Você pode até fazer aqueles filmes que ninguém entende, mas coloca mulher pelada. Como se sabe, muitas vezes um filme cresce ou despenca quando o revisitamos. Como já vi A Ilha dos Prazeres Proibidos mais de duas vezes só posso dizer que o filme só faz crescer em minha mente e em meu coração. Grande filme.


domingo, 21 de junho de 2009

::Voltar
Sala 
 Léa Garcia
Dona de um talento ímpar e altivo, Léa Garcia brilha no teatro, na TV e no cinema.