Ano 16

Jesus Cristo, Eu estou aqui, 1971, Mozael Silveira

Deuses do riso

Em Jesus Cristo, Eu estou aqui, de Mozael Silveira, o grande achado é reunir os deuses do riso Costinha, Zé Trindade, Colé Santana e Sonia Mamed - ela, em papel dramático. 

A impressão final é de uma conclusão precipitada e a gente fica meio sem saber no que deu o mote inicial. Mas tem Costinha hilário como um padre regateiro e as tiradas de Zé Trindade "Você não é rua, mas tem muito homem querendo dar um voltinha por você para fotografar do outro lado", "vou arrancar sua língua e você não poderá nunca mais lamber selos", "seu turco filho de uma turca".

terça-feira, 12 de janeiro de 2010
longas brasileiros em 2010 (6)


::Voltar
Sala 
 Léa Garcia
Dona de um talento ímpar e altivo, Léa Garcia brilha no teatro, na TV e no cinema.