Ano 16

Meteoro, 2006, Diego de la Texera

coprodução um tanto indigesta

Na época de JK, tralhadores do governo, engenheiros e operários, embrenharam-se na construção de uma estrada que ligaria a nova capital a outras partes do país, mas a obra é interrompida quando se desemboca em uma região inóspita, que também serve de pouso contínuo de meteoros e de estrelas que adoram cair por lá. Com o golpe civil-militar, esses homens e mais as prostitutas que os visitam ficam lá, isolados e esquecidos, e fundam uma nova sociedade. É esse o contexto e a história de Meteoro, dirigido por Diego de la Texera.

Meteoro é inacreditável produção em que nada funciona, ainda que tenha nomes de talento no elenco, como Cláudio Marzo, Zécarlos Machado e Paula Burlamaqui. É uma co-produção Brasil/Venezuela e o elenco é globalizado: além dos brasileiros, tem cubano, argentino - além do diretor, que é de Porto Rico. Uma salada pretensiosa e bem intecionada, mas um tanto indigesta.

sábado, 16 de janeiro de 2010
longas brasileiros em 2010 (13)


::Voltar
Sala 
 Léa Garcia
Dona de um talento ímpar e altivo, Léa Garcia brilha no teatro, na TV e no cinema.