Ano 16

Delícias do sexo, 1981, Carlos Imperial

pornochanchada de quinta

Delícias do Sexo é uma autêntica pornochanchada. Quase nada se salva nessa estranha festa orgiástica, que tem como mestre de cerimônias o próprio Carlos Imperial, diretor do filme - que está até charmoso, vivendo um misto de Calígula e torturador nazista. Já nos dez minutos iniciais em que a mulher se divide na cama entre a pança de Imperial e uma robusta cenoura, há um claro sinal do que está por vir. 

No harém feminino, as moçoilas trocam diálogos e lambidas entre si, não sem antes arriarem a blusa e mostrar os peitos como se estivessem em exame coletivo de mama. A musa Ana Maria Kreisler, que vive uma atriz entrevada em uma cadeira de rodas e que busca o orgasmo no muque de um belo garanhão, tenta dar alguma dignidade para o filme, mas a batalha está perdida já em seus primeiros acordes.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010
longas brasileiros em 2010 (12)


::Voltar
Sala 
 Léa Garcia
Dona de um talento ímpar e altivo, Léa Garcia brilha no teatro, na TV e no cinema.