Ano 15

E proibido fumar, 2009, Anna Muylaert

Mais um acerto da cineasta

Em 2002, a cineasta Anna Muylaert sacudiu as telas com Durval discos. Era um filme esquisito, mas fascinante, e o nome da diretora circulou como aposta de originalidade. Agora, Muylaert apresenta É proibido fumar, que estreou já com vários prêmios a tiracolo.


A trama conta a descoberta do amor entre dois vizinhos. Ela é professora de violão, nuca se casou e fuma sem parar. Ele é músico da noite, recém-separado e leva a vida sem dramas. Se dessa vez a diretora está mais bem comportada, isso não significa que tenha feito um filme careta. Ao contrário, É proibido fumar revira o modelo das comedidas românticas de praxe, e embute nela as provocações tão caras ao universo da cineasta. 

O filme aposta na inteligência e sobretudo na força de seus personagens. E para isso, contou com dois ótimos atores, Glória Pires e Paulo Miklos, um casal romântico aparentemente improvável, mas que funciona muito bem na tela.

::Voltar
Sala 
 Adriana Prieto
Bela e talentosa, em persona marcada por postura maliciosamente crítica e desafiadora.