Ano 15

Se nada mais der certo, 2008, José Eduardo Belmonte

personagens desvalidos no fio da navalha

Em Se nada mais der certo, o cineasta José Eduardo Belmonte mira sua lente mais uma vez para personagens marginalizados. E dessa vez, a turma é da pesada: um jornalista em crise financeira, uma viciada em drogas, uma travesti, um taxista com distúrbios mentais e um ser andrógino. 


Ao contrário de muitos cineastas que adoram emoldurar o submundo, o de Belmonte não é nada cor-de-rosa. Isso está tanto na estética suja do filme, como na composição de seus personagens, todos eles caminhando na beira da navalha. E é daí que sai a força de Se nada mais der certo, já que transparece a verdade crua, ao mesmo tempo em que há um olhar terno para esses desvalidos. 

Espécie de cartão de visitas para a nova geração do cinema com vários atores emergentes no elenco, o filme confirma o talento do diretor.

::Voltar
Sala 
 Adriana Prieto
Bela e talentosa, em persona marcada por postura maliciosamente crítica e desafiadora.