Ano 15

5 frações de uma quase história, 2007, vários diretores

As frações de Azzi e de Fiúza se destacam

5 frações de uma quase história foi dirigido por seis cineastas: Cristiano Abud, Criz Azzi, Thales Bahia, Lucas Gontijo, Armando Mendz e Guilherme Fiúza. Realizado pela produtora mineira Camisa Listrada, 5 frações de uma quase história é um filme de apelo de público. Ainda que não seja propriamente um filme de episódios, o fato de ter sido dirigido por cineastas distintos reflete resultados diferentes na tela.

Guilherme Fiúza com a história da jovem disposta a se casar a qualquer custo foi o que conseguiu um diálogo maior com o público. Além de apostar no humor, ele contou com dois ótimos atores, o brasiliense Murilo Grossi e a mineira Cynthia Falabella. Cynthia, inclusive, arrebatou o prêmio de Melhor Atriz no último Festival de Miami. Cris Azzi também apresenta um trabalho interessante com um estilo parecido ao do cineasta David Lynch. Nessa fração de uma quase história, o também mineiro Luiz Arthur é um personagem que vivencia as situações que assiste na TV.

É claro que 5 frações de uma quase história é um filme que ambiciona o mercado nacional. Mas é inegável também que para os mineiros há um sabor especial em ver Belo Horizonte nas telas. Afinal não é todo dia que se vê cartões-postais da capital como a Praça 7 e o Parque Municipal como cenários de um filme. Dentre as atrizes vale destacar ainda as ótimas atuações de Inês Peixoto, Raquel Pedras e Samira Àvila. 

Ainda que apresente resultado irregular, 5 frações de uma quase história tem ótima produção e merece ser conferido.

::Voltar
Sala 
 Adriana Prieto
Bela e talentosa, em persona marcada por postura maliciosamente crítica e desafiadora.