Ano 16

Armando Mendz (Darlene Glória)


Bom, eu acho que o cinema brasileiro tem várias atrizes fantásticas, mas uma que sempre me vem à memória é Darlene Glória, principalmente. 

Eu não vi todos os filmes que a Darlene Glória fez, mas os que eu vi sempre me marcaram muito, especialmente o “Toda Nudez Será Castigada”, do Jabor. Ela interpreta uma prostituta e amante do Paulo Porto, e interpreta de um jeito visceral, de um jeito tão forte, de um jeito tão emocional, tão verdadeiro. É uma interpretação das que eu acho mais fortes do cinema brasileiro inteiro. É essa interpretação da Darlene Glória.

Eu vi uns outros filmes com ela também. Tem outro filme que chamou muita atenção, que ela faz uma amante de um policial, se não me engano, e, na verdade, isso acabou acontecendo na vida pessoal dela, que tem uma história com o Mariel Mariscot.

Enfim, eu acho uma pessoa talentosíssima, que teve uma vida muito conturbada, mas que é um retrato da época que ela viveu também, dos anos 70. Outro dia eu a vi com o Selton Mello em um programa, eu vi que ela está super bem, continua linda.

Enfim, eu sou um fã, um fã da Darlene Glória. Assim, eu gostaria de vê-la atuando de novo. 

Armando Mendz é cineasta e montador.

Veja também sobre ela

::Voltar
Sala 
 Sala Dina Sfat
Atriz intensa nas telas e de personalidade forte, com falas polêmicas.