Ano 16

Antonio Pitanga (Ruth de Souza)

Eu quero homenagear a grande diva do teatro brasileiro, do cinema e da televisão: Ruth de Souza. 

A Ruth é uma diferença enquanto mulher das mais presentes Foi através da Ruth que eu vi a mulher negra trabalhar de igual pra igual na Vera Cruz, nos estúdios da Vera Cruz, em São Paulo, na década de 1950, em Sinhá Moça e outros filmes,

Foi através de Ruth que eu vi a mulher negra fazer grandes novelas. Em algumas dessas novelas eu até contracenei com a Ruth, como filho dela em O homem que deve morrer, como namorados em Os ossos do Barão

É uma trajetória de uma das pessoas mais significativas desse movimento do ator, da atriz que se firma na contramão de um processo de preconceito, dificuldade e falta de espaço. E ela, com talento, conquistou e demarcou verdadeiramente uma trajetória das mais bonitas na televisão, no cinema e no teatro brasileiro.

A importância da Ruth de Souza não é só para o Pitanga, paras as mulheres, para os atores, é para a dignidade da mulher brasileira. Ela que foi, inclusive, indicada para o Festival de Veneza com Sinhá Moça.

Então eu quero para a Ruth de Souza, da qual sou amigo e tenho esse carinho, aos 94 anos, fazer esse reconhecimento que a nação brasileira tem dificuldade de reconhecer e aplaudir. O talento, a liderança e a majestade dessa grande atriz, que é Ruth de Souza.

Antonio Pitanga é ator e cineasta.

Veja também sobre ela

::Voltar
Sala 
 Sala Dina Sfat
Atriz intensa nas telas e de personalidade forte, com falas polêmicas.