Ano 15

Arlete Moreira

Londrina - PR

Cena de Amadas e violentadas, 1975, Jean Garrett
Cena de Amadas e violentadas, 1975, Jean Garrett
Nos anos 1970, a produção do cinema popular na Boca do Lixo foi intensa e emplacou vários sucessos de público. O período revelou musas que atuaram em vários filmes durante a década. Arlete Moreira é um desses nomes e brilhou em vários filmes do cineasta Tony Viera.  

Antes de estrear nas telas do cinema nacional, a paranaense Arlete Moreira atuou como modelo e garota-propaganda. Sua estreia no cinema se deu em momento de intensa produção das comédias e dramas eróticos da Boca do Lixo, pólo produtor em São Paulo. O primeiro filme da atriz é Desejo proibido, em 1973, dirigido pelo cineasta mineiro radicado em São Paulo, Tony Vieira - casado com a irmã dela, a musa Claudette Joubertt, Tony Vieira tem uma carreira de ator, diretor e produtor de filmes de ação, policiais e eróticos, e foi um cineasta que dirigiu Arlete Moreira em seis filmes: O exorcista de mulheres, Os pilantras da noite, A filha do padre, O último cão de guerra e As amantes de helen são os outros cinco.   

Arlete Moreira atuou em 15 filmes somente na década de 70. Além de Vieira, foi dirigida por outros grandes nomes da Boca, como Jean Garrett - no auge da beleza no ótimo policial Amadas e violentadas, como uma das vítimas do protagonista David Cardoso; e  José Mojica Marins - em dois filmes, Perversão e Mundo – mercado do sexo.


Filmografia

Desejo proibido, 1973, Tony Vieira
O exorcista de mulheres, 1974, Tony Vieira
Os pilantras da noite, 1975, Tony Vieira
A filha do padre, 1975, Tony Vieira
Bonecas diabólicas, 1975, Flávio Ribeiro Nogueira
As audaciosas, 1975, Mozael Silveira
Amadas e violentadas, 1975, Jean Garrett
O Dia das profissionais, 1976, Rajá de Aragão
Garimpeiras do sexo, 1977, José Vedovato
Escola penal de meninas violentadas, 1977, Antonio Meliande
Elas são do baralho, 1977, Sílvio de Abreu
Chumbo quente, 1977, Clery Cunha
O último cão de guerra, 1979, Tony Vieira
Perversão, 1979, José Mojica Marins
Mundo- mercado do sexo, 1979, José Mojica Marins
As amantes de helen, 1982, Tony Vieira.  

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.