Ano 15

Beth Goulart

*25 de janeiro de 1961 - Rio de Janeiro - RJ

Cena de Dois córregos, 1999, Carlos Reichenbach
Cena de Dois córregos, 1999, Carlos Reichenbach
Integrante dos Bruno/Goulart, uma família de artistas que há décadas marca presença nas artes cênicas brasileiras – Paulo, Nicete, Bárbara e Paulo Filho - Beth Goulart é uma atriz que cresceu em talento e importância no teatro, na TV e no cinema nacional.

Filha de Paulo Goulart e Nicete Bruno, Beth Goulart só poderia mesmo ser rato de teatro, veículo onde vem construindo uma carreira notável, com produções importantes. A atriz estreou em novelas em 1976, em Papai coração, produção da Tupi que reunia a família toda. Daí para frente, também desenvolveu carreira expressiva na telinha, com mais de 20 trabalhos no currículo. Beth Goulart estreou no cinema em 1979, no filme Joelma, Vigésimo Terceiro Andar, de Clery Cunha. Filme de cunho espírita – religião da atriz –, a produção focalizou a tragédia da personagem no incêndio no edifício Joelma nos anos 70, em adaptação de livro de Chico Xavier.

Beth Goulart ficou anos afastada das telas, com atuações esporádicas nos anos 80 - está loiríssima em Mistério no colégio Brasil (1988), de José Frazão. Depois de participar do sucesso de Carla Camurati, Carlota joaquina, princesa do Brasil, a atriz tem um grande momento em sua carreira no cinema nacional ao ser escalada para o belíssimo Dois córregos, do grande cineasta Carlos Reichenbach, em 1999. Faz bela participação também em Canção de Baal (2007), de Helena Ignez.


Filmografia

Joelma, vigésimo terceiro andar, 1979,Clery Cunha
Meu homem, meu amante, 1984, Jean Garrett
Mistério no colégio Brasil, 1988, José Frazão
Eternamente pagu, 1988, Norma Bengell
Carlota Joaquina, princesa do Brasil, 1995, Carla Camurati
Dois córregos, 1999, Carlos Reichenbach
A hora marcada, 2000, Marcelo Taranto
Amores possíveis, 2001, Sandra Werneck
Oswaldo Cruz - o médico do Brasil, 2003, curta, Silvio Tendler
Canção de Baal, 2007, Helena Ignez
A casa da mãe Joana, 2008, Hugo Carvana

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.