Ano 15

Cristina Aché

*11 de julho de 1957 - Rio de Janeiro - RJ

Cena de Amor bandido, 1979, Bruno Barreto
Cena de Amor bandido, 1979, Bruno Barreto
Bela e talentosa, Cristina Ache é uma das estrelas do cinema nacional, onde desenvolve, desde os anos 1970, uma carreira intensa e de qualidade. Musa do genial cineasta Joaquim Pedro de Andrade, com quem foi casada, a atriz esteve presente em três de seus filmes fundamentais: Guerra conjugal; Contos eróticos - episódio Vereda tropical; e O homem do pau Brasil.

Cristina Aché começou sua carreira no cinema ainda adolescente, protagonizando o filme Os primeiros momentos, de Pedro Camargo, em 1973. Atriz essencialmente de cinema, estreou em novelas três anos depois, mas até hoje participou de poquíssimos trabalhos na telinha. Ainda no início de carreira, ela encontra-se com o inteligente cinema de Joaquim Pedro de Andrade e atua em seus três últimos filmes de ficção. Cristina Aché tem carreira intensa nas décadas de 70 e 80, quando brilha em filmes como Chuvas de verão, Amor bandido, Os sete gatinhos, Noites do sertão, A estrela nua, e Noite.

Nos anos 90, diminui suas participações no cinema, sendo que os poucos, mas marcantes trabalhos seus, são em O judeu - que começou as filmagens em 1988, mas só foi lançado em 1996; Doces poderes, e Minha vida em suas mãos. Nos anos 2000, Cristina Aché dá seguimento à sua carreira cinematográfica.



Filmografia

Os primeiros momentos, 1973, Pedro Camargo
O filho do chefão, 1974, Victor Lima
Quem tem medo de lobisomen, 1974, Reginaldo Farias
Nem os bruxos escapam, 1975, Valdi Ercolani
Guerra conjugal, 1975, Joaquim Pedro de Andrade
Deliciosas traições de amor, episódio Dois é bom, quatro é melhor, 1975, Teresa Trautman
Padre cícero, 1976, Helder Martins de Moraes
Contos eróticos, episódio Vereda tropical, 1977, Joaquim Pedro de Andrade
Chuvas de verão, 1978, Carlos Diegues
A batalha dos guararapes, 1978, Paulo Thiago
Amor bandido, 1979, Bruno Barreto
Os sete gatinhos, 1980, Neville de Almeida
O homem do pau Brasil, 1982, Joaquim Pedro de Andrade
Noites do sertão, 1984, Carlos Alberto Prates Correia
A estrela nua, 1984, José Antonio Garcia e Ícaro Martins
Agüenta coração, 1984, Reginaldo Faria
Noite, 1985, Gilberto Loureiro
Areias escaldantes, 1985, Francisco de Paula
O judeu, 1988/1996, Jom Tob Azulay
Doces poderes, 1997, Lúcia Murat
Minha vida em suas mãos, 2001, José Antônio Garcia
Quase dois irmãos, 2004, Lúcia Murat
A encarnação do demônio, 2008, José Mojica Marins

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.