Ano 15

Dirce Migliaccio

*30 de setembro de 1933, +22 de setembro de 2009 - *São Paulo - SP

Cena de Sem controle, 2007, Cris D´Amato
Cena de Sem controle, 2007, Cris D´Amato
Dirce Migliaccio é muito popular na televisão, sobretudo por causa da Emília, em O sítio do picapau amarelo, e das Irmãs Cajazeira, em o Bem amado. E a atriz tem carreira longa também no cinema.

Dirce Migliaccio começou a carreira nos palcos, em 1958, com a peça Eles não usam black-tie. Irmã do ator e diretor Flávio Migliaccio, estreou no cinema em 1962, em filme dirigido pelo irmão,Os mendigos. O filme seguinte é um clássico, Assalto ao trem pagador (1962), de Roberto Farias. Ainda nessa década, atua no filme Pluft, o fantasminha, dirigido por Romain Lesage – esse personagem infantil criado por Maria Clara Machado é adaptado para a televisão e Dirce Migliaccio começa uma carreira de sucesso na Rede Globo, em que tem grandes momentos, como a Emília e a Judicéa Cajazeira – antes, atuara em novelas na Tupi, como Nino, o italianinho(1969) e A fábrica (1971).

Dirce Migliaccio atua em vários filmes nos anos 1970, volta a ser dirigida pelo irmão em O caçador de fantasma, 1975, atua em apenas um filme nos anos 1980 – Baixo gávea (1986), de Haroldo Marinho Barbosa, como mãe da personagem Lucélia Santos; e outro nos anos 1990 –Simão, o fantasma trapalhão, de Paulo Aragão, com Renato Aragão. A atriz entra os anos 2000 em ótimo e premiado curta de Gisella de Mello, Célia & Rosita, em que protagoniza ao lado da grande Cleyde Yáconis. Dirce Migliaccio atuou ainda em filmes de Flávio Tambellini, Cris D´Amato e Rudi Lagemann.


Filmografia

Os mendigos, 1962, Flávio Migliaccio
Assalto ao trem pagador, 1962, Roberto Farias
Pluft, o fantasminha, 1965, Romain Lesage
A fábula, 1965, Arne Sucksdorff
Cuidado, espião brasileiro em ação, 1966, Victor Lima
Nem os bruxos escapam, 1975, Valdi Ercolani
O caçador de fantasma, 1975, Flávio Migliaccio
Guerra conjugal, 1975, Joaquim Pedro de Andrade
O roubo das calcinhas, 1975, Sindoval Aguiar e Braz Chediak
Padre cícero, 1976, Helder Martins de Moraes
Baixo gávea, 1986, Haroldo Marinho Barbosa
Simão, o fantasma trapalhão, 1998, Paulo Aragão
Célia & Rosita, 2000, curta, Gisella de Mello
Bufo & spallanzani, 2001, Flávio Tambellini
Sem controle, 2007, Cris D´Amato
Xuxa em sonho de menina 2007, Rudi Lagemann

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.