Ano 15

Eliane Giardini

*20 de outubro de 1952 - Sorocaba - SP

Cena de Uma vida em segredo, 2001, Suzana Amaral
Cena de Uma vida em segredo, 2001, Suzana Amaral
Atriz de reconhecido talento na televisão, Eliane Giardini tem carreira importante no teatro e algumas participações no cinema.

Durante muitos anos, Eliane Giardini ficou conhecida apenas como a atriz que era esposa do ator Paulo Betti – com quem ficou casada durante 25 anos. O que era um equívoco e uma injustiça, pois mesmo nas novelas de pouca repercussão no SBT via-se ali uma grande atriz – sua Hilda em Vida roubada, em 1983, como antagonista da personagem de Susy Camacho foi um momento luminoso. Mas a consagração só veio mesmo dez anos depois na Globo, como a dona Patroa em Renascer (1993), de Benedito Ruy Barbosa – outras personagens famosas foram a Nazira de O clone (2001), e a viúva Neuta de América (2005), ambas de Glória Perez. Com formação na Escola de Teatro na USP, Eliane Giardini tem importante carreira nos palcos – Querida mamãe e Tarsila são ótimos momentos. No cinema, tem feito pequenas, mas expressivas participações.

Eliane Giardini tem no currículo filmes dirigidos por dois grandes cineastas revelados em longas nos anos 1980: Ugo Giorgetti e Suzana Amaral. Com Giorgetti atuou em Jogo duro (1985). Já com Suzana Amaral atuou no segundo longa da diretora, Uma vida em segredo (2001). No filme ela é Constança, tia da protagonista Biela, interpretada por Sabrina Greve. Outro bom momento é a participação em Olga (2004), como mãe de Olga Benário, interpretada por Camila Morgado.


Filmografia

O salário da morte, 1971, Linduarte Noronha
Jogo duro, 1985, Ugo Giorgetti
O amor está no ar, 1997, Amylton de Almeida
Uma vida em segredo, 2001, Suzana Amaral
Histórias do olhar, 2002, Isa Albuquerque
Olga, 2004, Jayme Monjardim


::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.