Ano 15

Luciene Adami

*24 de agosto de 1964 - Porto Alegre - RS

Cena de Deus ex-machina, 1995, Carlos Gerbase
Cena de Deus ex-machina, 1995, Carlos Gerbase
Sucesso na novela-marco Pantanal, da Rede Manchete,Luciene Adami já atuou em vários e premiados curtas e longas do cinema gaúcho.

Luciene Adami tem formação em artes cênicas e começou a carreira artística no teatro – em Porto Alegre, atuou nos grupos “Faltou o João” e “Balaio de Gatos”. A atriz estreou no cinema em 1983 como a protagonista Mariana em Inverno, do cineasta Carlos Gerbase. A partir daí vai atuar em vários filmes dos mais destacados nomes do cinema gaúcho: Giba Assis Brasil, Werner Schunemann, Nelson Nadotti – além do citado Gerbase. Outros filmes de destaque no sul na década de 1980 são o cult Verdes anos (1984), de Giba Assis Brasil e Carlos Gerbase; e Me beija (1984), de Werner Schunemann. Luciene Adami estreia na televisão como apresentadora de programa na TV Cultura, mas a consagração nacional vem com a primeira novela, Pantanal, marco da extinta Rede Manchete escrita por Benedito Ruy Barbosa, como a personagem Guta – outro papel de destaque foi como Maria Laura na última, até agora, versão da novela Éramos seis, do SBT.

Radicada em São Paulo, na década de 1990 Lucine Adami dá sequência à carreira cinematográfica atuando em curtas importantes como Viver a vida, (1991), de Tata Amaral; e Deus ex-machina (1995), de Carlos Gerbase. A atriz entrou os anos 2000 com curta Dois filmes em uma noite, de Fabiano de Souza. 


Filmografia

Inverno, 1983, Carlos Gerbase
Verdes anos, 1984, Giba Assis Brasil e Carlos Gerbase
Me beija, 1984, Werner Schunemann
Madame cartô, 1985, curta, Nelson Nadotti
Viver a vida, 1991, curta,Tata Amaral
Deus ex-machina, 1995, curta, Carlos Gerbase
Sexo & beethoven – o reencontro, 1997, curta, Carlos Gerbase
Quadrilha, 1999, curta, Mariângela Grando
Dois filmes em uma noite, 2000, curta, Fabiano de Souza 

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.