Ano 15

Magrit Siebert

*1945 - Blumenau - SC

Cena de Pensionato de mulheres, 1974, Clery Cunha
Cena de Pensionato de mulheres, 1974, Clery Cunha
O cinema popular paulista importou atrizes de várias partes do Brasil. Como a catarinense Magrit Siebert, musa do cineasta Clery Cunha.

Dona de uma beleza germânica e translúcida, Magrit Siebert levou seu talento para a publicidade e para o cinema. Modelo e atriz, ela se radicou em São Paulo e fez sua estreia na Boca do Lixo no início dos anos 1970. De cara fez dois filmes: As mulheres amam por conveniência, de Roberto Mauro, filme que tem no elenco o ator e diretor Clery Cunha - com quem fará filmes importantes e se tornará uma de suas musas; e Um pistoleiro chamado caviúna (1972), ao lado de Tony Vieira, e dirigida pelo cineasta polonês Edward Freund. 

Magrit Siebert faz com Clery Cunha os filmes A pequena órfãPensionato de mulheres e Eu faço... elas sentem. Seu grande personagem nesses filmes é como Clara em Pensionato de mulheres, filme que tem também ótimas atuações de Silvana Lopes e Ruthinéia de Moraes. 



Filmografia

As mulheres amam por conveniência, 1972, Roberto Mauro
Um pistoleiro chamado caviúna, 1972, Edward Freund
A pequena órfã, 1973, Clery Cunha
Travessuras de pedro malasartes, 1974, Celso Falcão
Pensionato de mulheres, 1974, Clery Cunha
O incrível seguro de castidade, 1975, Roberto Mauro
Eu faço... elas sentem, 1975, Clery Cunha
Um golpe sexy, 1976, Gyula Kolozsvary
Já não se faz amor como antigamente, episódio Flor de lys, 1976, Adriano Stuart
Essa mulher é minha... e dos meus amigos, 1976, Alberto Pieralisi



::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.