Ano 15

Maria Ceiça

*18 de outubro de 1965 - Rio de Janeiro - RJ

Cena de Filhas do fogo, 2004, Joel Zito Araújo
Cena de Filhas do fogo, 2004, Joel Zito Araújo
As co-produções são caminhos mais que bem-vindos para o cinema. Soma-se em recursos e também em experiências, além de em novas formas do olhar. Na história do cinema brasileiro foram várias as co-produções, e dos anos 190 para cá, a bela e talentosa Maria Ceiça vem atuando em algumas delas.  

Maria Ceiça começou sua carreira artística pelo teatro. Nos final dos anos 80 estreia  na Globo em Pacto de sangue, novela marco para a comunidade negra. A atriz entra os anos 90 atuando em mais três trabalhos importantes: a Tuquinha de Felicidade; a Engrácia de Fera ferida; e a Márcia de Por amor. No cinema, Maria Ceiça estreia em Carlota joaquina – pryncesa do Brasil, o grande sucesso de Carla Camurati que lotou os cinemas brasileiros. Em 1997, a atriz atua em O testamento do senhor napomuceno, uma co-produção Portugal/Brasil/Cabo Verde/França e Bélgica. Ainda nos anos 90, participa de mais dois filmes importantes: Cruz e souza – o poeta do desterro, de Sylvio Back, e Orfeu, de Carlos Diegues.  

Nos anos 2000, Maria Ceiça acrescenta outros trabalhos importantes em seu currículo cinematográfico.  A atriz está no elenco de Filhas do vento, premiado filme de Joel Zito Araújo, que reúne um elenco estelar, com Ruth de Souza e Lea Garcia como protagonistas. Estreita laços com a produção cinematográfica africana e atua em O herói, de Zezé Gamboa, uma co-produção Angola/França/Portuga - e repete dobradinha com o cineasta em O grande kilapy. Participa também de My father, rua alguém, 5555, uma co-produção Itália/Brasil e Hungria, dirigida por Egidio Eronico. 


Filmografia

Carlota joaquina – pryncesa do Brasil, 1994, Carla Camurati
Padre mestre, 1996, curta, Ney Costa Santos
O testamento do senhor napomuceno, 1997, Francisco Manso
Cruz e souza – o poeta do desterro, 1998, Sylvio Back
Orfeu, 1999, Carlos Diegues
Aleijadinho – paixão, glória e suplício, 2003, Geraldo Santos Pereira
O herói, 2004,Zezé Gamboa
My father, rua alguém 5555, 2003, Egidio Eronico
Filhas do vento, 2004, Joel Zito Araújo 
Se eu fosse você, 2006, Daniel Filho
O grande kilapy, 2012, Zezé Gamboa

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.