Ano 15

Mariana Lima

*17 de setembro de 1972 - Rio de Janeiro - RJ

Cena de Kenoma, 1998, Eliane Caffé
Cena de Kenoma, 1998, Eliane Caffé
Presença de prestígio no teatro - em espetáculos do Teatro da Vertigem, de Enrique Diaz, e de outros -, Mariana Lima tem ótimos momentos também no cinema.

Mariana Lima começou a carreira artística no teatro e jamais abandonou os palcos, espaço onde tem trajetória importante e atuante. A estreia profissional foi em 1991 com a peça Comala, dirigida por Mário Piacentini – depois integra o Teatro da Vertigem com espetáculos marcantes como O livro de jó e Apocalipse 1,11, ambos com direção de Antonio Araújo; espetáculos dirigidos por Enrique Diaz – seu marido – como A paixão segundo g.h.; além de trabalhos com Maria Alice Vergueiro e Bia Lessa. Em 1996, Mariana Lima estreou em novelas em O rei do gado, de Benedito Ruy Barbosa, como Mariana – outro destaque é como Antonia em Desejos de mulher (2002), de Euclydes Marinho. A atriz estreou no cinema em Sábado (1995), ótimo filme de Ugo Giorgetti.

É ainda na década de 1990 que Mariana Lima tem um grande personagem como a moça do circo Tira em Kenoma (1998), interessante filme de estreia em longas da cineasta Eliane Caffé. Em 2004, Mariana Lima atuou em três produções: como Lígia Prestes, irmã de Luis Carlos Prestes, em Olga, de Jayme Monjardim; Bendito fruto, de Sérgio Goldenberg; e em grande destaque em Árido movie, como integrante de um hilariante trio de maconheiros formado ainda por Gustavo Falcão e Selton Mello.


Filmografia

Sábado, 1995, Ugo Giorgetti
Kenoma, 1998, Eliane Caffé
Olga, 2004, Jayme Monjardim
Bendito fruto, 2004, Sérgio Goldenberg
Árido movie, 2004, Lírio Ferreira
A alegria, 2010, Felipe Bragança e Mariana Meliande
A suprema felicidade, 2010, Arnaldo Jabor
Rânia, 2011, Roberta Marques
A cadeira do pai, 2011, Luciano Moura
Amor?, 2011, João Jardim


::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.