Ano 15

Nina de Pádua

*09 de outubro de 1960 - Rio de Janeiro - RJ

Cena de Menino do rio, 1982, Antonio Calmon
Cena de Menino do rio, 1982, Antonio Calmon
O teatro sempre foi um espaço revelador de talentos, exportando atores e atrizes para a televisão e o cinema. Nos anos 1970, a cena carioca foi sacudida pela turma irreverente do ‘Asdrúbal Trouxe o Trombone’, com nomes como Patrícia Travassos, Regina Casé e Luiz Fernando Guimarães. E esse grupo também abrigou/confirmou o talento de Nina de Pádua.

Antes do ‘Asdrúbal Trouxe o Trombone’, Nina de Pádua participou da montagem censurada – e que não foi à cena – de Calabar, de Chico Buarque, em 1973. A atriz chega ao cinema em 1981, interpretando a possessiva Letícia, jovem apaixonada pela personagem de Lucélia Santos em Engraçadinha, bela adaptação cinematográfica do folhetim de Nelson Rodrigues dirigida por Haroldo Marinho Barbosa. O cinema seduz a atriz, que emenda um filme atrás do outro durante a década de 80. Nas novelas chega por último, estreando em Eu prometo, de Janete Clair – finalizada por Glória Perez após a morte da autora. Depois de várias novelas, a atriz intensificou dua participação também em programas humorísticos.

Nina de Pádua transitou pelo cinema juvenil – Menino do rio; pelo ‘terrir’ (terror + rir), de Ivan Cardoso – O segredo da múmia e O escorpião escarlate; pelos dramas Avaeté – a semente da vingança, de Zelito Viana e Noite, de Gilberto Loureiro; e pelo cinema autoral de Rogério Sganzerla em Nem tudo é verdade. Marca presença com sua bela voz em dois filmes, o longa Aqueles dois e o curta Obscenidades


Filmografia

Engraçadinha, 1981 Haroldo Marinho Barbosa
O segredo da múmia, 1982, Ivan Cardoso
Menino do rio, 1982, Antonio Calmon
Verão, 1983, curta,Wilson Barros
Me beija, 1984, Werner Schunemann
Avaeté – semente da vingança, 1985, Zelito Viana
Noite, 1985, Gilberto Loureiro
Aqueles dois, 1985, Sérgio Amon
Obscenidades, 1986, curta, Roberto Henkin
Nem tudo é verdade, 1986, Rogério Sganzerla
Eternamente pagu, 1987, Norma Bengell
O escorpião escarlate, 1990, Ivan Cardoso
Como nascem os anjos, 1996, Murilo Salles


::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.