Ano 15

Patrícia Pillar

*11 de janeiro de 1964 - Brasília - DF

Cena de O quatrilho, 1995, Fábio Barreto
Cena de O quatrilho, 1995, Fábio Barreto
Os anos 1980 revelaram algumas atrizes que, décadas depois, conseguiram construir uma carreira importante e representativa. Entre elas está  a bela e talentosa Patrícia Pillar, com vários trabalhos na televisão e  no cinema. A atriz é musa do cineasta mineiro Helvécio Ratton e do cinema nacional dos anos 90.
 
Patrícia Pillar passou pela escola do Tablado e também pela carreira de modelo antes da consagração na televisão e no cinema. A atriz estreou na TV em grande estilo no marco Roque santeiro, de Dias Gomes, em 1985. A partir daí constrói carreira importante na Globo, cujo ponto alto são as novelas O rei do gado, de Benedito Ruy Barbosa, e, sobretudo, A favorita, de João Emanuel Carneiro, além da série Mulher, de Daniel Filho. Patrícia Pillar estreou no cinema em 1984 fazendo par romântico com o cantor e compositor Djavan em Para viver um grande amor, de Miguel Faria Jr. A atriz entra os anos 90 com atuações constantes nas telas, o que a torna uma das musas desse período do cinema nacional – é a principal estrela de Helvécio Ratton; atua com Renato Aragão em O noviço rebelde protagoniza, ao lado de Glória Pires, o sucesso indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro O quatrilho, de Fábio Barreto – um de seus grande momentos na tela.
 
Patrícia Pillar é a mãe do Menino Maluquinho, personagem eternizado por Ziraldo e levado às telas por Helvécio Ratton. O filme foi um sucesso e Ratton volta a escalar a atriz para Amor & cia, adaptação de novela de Eça de Queiróz em que Patrícia Pillar vive um triangulo amoroso com Marco Nanini e Alexandre Borges. O cineasta a escala também para o seu curta-metragem, O casamento de iara, em que contracena com o grande ator, cantor e compositor mineiro Maurício Tizumba, e que depois origina o longa Pequenas histórias.  Patrícia Pillar viveu drama com a descoberta de um câncer de mama e se expôs como forma de conscientização e de alerta para as mulheres. 


Filmografia
 
Para viver um grande amor, 1984, Miguel Faria Jr
Festa, 1989, Ugo Giorgetti
A maldição do sampaku, 1991, José Joffily
Menino maluquinho – o filme, 1994, Helvécio Ratton
O monge e a filha do carrasco, 1995, Walter Lima Jr.
O quatrilho, 1995, Fábio Barreto
O noviço rebelde, 1997, Tizuka Yamasaki
Amor & cia, 1998, Helvécio Ratton
O casamento de iara, 2004, curta, Helvécio Ratton
Zuzu angel, 2006, Sérgio Rezende
Se eu fosse você, 2006, Daniel Filho
Pequenas histórias, 2007, Helvécio Ratton
Velhos marinheiros ou o capitão de longo curso, 2013, Marcos Jorge

Veja também sobre ela
::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.