Ano 15

Simone Spoladore

*29 de outubro de 1979 - Curitiba - PR

Cena de Desmundo, 2002, Alain Fresnot
Cena de Desmundo, 2002, Alain Fresnot
Simone Spoladore é destaque em grandes filmes, entre eles Lavoura arcaica e Desmundo.

Simone Spoladore começou a carreira artística pela dança – iniciou-se no balé clássico aos seis anos. Depois,  aproxima-se do teatro, mas foi a estreia do diretor de televisão Luiz Fernando Carvalho no cinema, com Lavoura arcaica (2001), que mudou a vida da jovem atriz. O filme foi um acontecimento cinematográfico na época, uma adaptação primorosa do romance homônimo de Raduan Nassar. Simone Spoladore compareceu à sessão de testes sem ter feito inscrição e acabou roubando o papel da personagem Ana de várias de pretendentes. A atriz chamou a atenção da crítica nesse filme premiado em vários festivais, como em Brasília, São Paulo, Montreal, Cartagena e Havana. Luiz Fernando Carvalho convidou a atriz para a TV, e sua estreia na telinha foi em grande estilo: na minissérie Os maias, de Maria Adelaide Amaral, em 2001, um dos grandes momentos recentes da teledramaturgia. Depois disso, eles repetiram a dobradinha na novela Esperança, em 2002, escrita por Benedito Ruy Barbosa e dirigida por ele, e a partir daí atua em várias produções na Globo e na Record. Simone Spoladore deu sequência à carreira cinematográfica e seu segundo filme é o destacado e premiado Desmundo (2002), de Alain Fresnot, em que ela faz a protagonista Oribela.

Simone Spoladore intensificou sua atuação no cinema. A atriz está em O ano que meus pais saíram de férias (2006), de Cao Hamburger, como a mãe do protagonista mirim; é a Alaíde na adaptação de Vestido de noiva (2006), de Nelson Rodrigues, dirigido pelo filho do genial dramaturgo, Joffre Rodrigues; e em filmes de João Batista de Andrade, Daniel Filho, Lúcia Murat, como também em curtas. Outros grandes destaques são suas atuações em Canção de Baal (2007), de Helena Ignez, em Elvis e Madonna (2010), ótima comédia de Marcelo Laffitte, e no drama Sudoeste (2012), de Eduardo Nunes.


Filmografia

Lavoura arcaica, 2001, Luiz Fernando Carvalho
Desmundo, 2002, Alain Fresnot
Achados e perdidos, 2002, curta, Eduardo Albergaria
Infinitamente maio, 2003, curta, Cacau Rhoden
Alice, 2005, curta, Rafael Gomes
Dramática, 2005, curta, Ava Rocha
O ano em que meus pais saíram de férias, 2006, Cao Hamburger
Veias e vinhos – uma história brasileira, 2006, João Batista de Andrade
Vestido de noiva, 2006, Joffre Rodrigues
O melhor sorriso de Getúlio, 2007, curta, Fernando Schmidt
Primo Basílio, 2007, Daniel Filho
Canção de Baal, 2007, Helena Ignez
Insolação, 2009, Felipe Hirsch e Daniela Thomas
Natimorto, 2009, Paulo Machiline
Elvis e Madonna, 2010, Marcelo Laffitte
Não se pode viver sem amor, 2010, Jorge Durán
Sudoeste, 2012, Eduardo Nunes
Nove crônicas para um coração aos berros, 2012, Gustavo Galvão
A memória que me contam, 2012, Lúcia Murat

Veja também sobre ela
::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.