Ano 15

Vanessa Alves

*04 de setembro de 1963 - São Paulo - SP

Cena de Extremos do prazer, 1983, Carlos Reichenbach
Cena de Extremos do prazer, 1983, Carlos Reichenbach
Vanessa Alves é nome de destaque no cinema brasileiro dos anos 1980, sobretudo nos filmes do mestre Carlos Reichenbach, de quem se torna musa.

Vanessa Alves começou a carreira artística fazendo comerciais. A estreia no cinema foi por testes realizados pelo grande produtor Antônio Polo Galante para o filme A filha de emannuelle (1980), de Osvaldo de Oliveira. Mas é no filme seguinte, O paraíso proibido (1981), que marca sua parceria com o cinema autoral de Carlos Reichenbach, com quem vai atuar em vários filmes. Vanessa Alves atua em um filme atrás do outro, sobretudo no cinema erótico da época, com destaque para os trabalhos com Antonio Meliande, Ary Fernandes, José Miziara e John Doo - ótimos momentos em A menina e o estuprador, de Conrado Sanchez, e o episódio Primeiro de abril, de John Herbert, do longa Os bons tempos voltaram: vamos gozar outra vez. Em 1983, encontra novamente o cinema de Reichenbach, com papel de destaque em Extremos do prazer(1983), e participação em Filme demência (1985), obra predileta do cineasta. 

A quarta parceria com Carlos Reichenbach alça Vanessa Alves aos olhos da crítica – por Anjos de arrabalde (1986), recebe os prêmios de Melhor Atriz Coadjuvante no Festival de Gramado e o Prêmio Governador do Estado de São Paulo na mesma categoria. Vanessa Alves se afasta do cinema na época dos filmes de sexo explícito, atua em algumas produções na TV, como a novelaAntônio alves, o taxista (1996) e a minissérie Irmã catarina (1996), e se dedica à dublagem. Depois de anos longe das telas, retorna ao cinema, mais uma vez pelas mãos de Carlos Reichenbach, em Garotas do abc  (2003/2004).


Filmografia

A filha de emmanuelle, 1980, Osvaldo Oliveira
O paraíso proibido, 1981, Carlos Reichenbach
Como afogar o ganso, 1981, Conrado Sanchez
Anarquia sexual, 1981, Antonio Meliande
As vigaristas do sexo, 1982, Ary Fernandes
Vadias pelo prazer, 1982, Antonio Meliande
As safadas, episódio Belinha, a virgem, 1982, Antonio Meliande
Pecado horizontal, 1982, José Miziara
A noite das taras II, 1982, Ody Fraga e Cláudio Portiolli
O motorista do fuscão preto, 1982, José Adalto Cardoso
A menina e o estuprador, 1982, Conrado Sanchez
Curral de mulheres, 1982, Osvaldo de Oliveira
Bonecas da noite, 1982, Antonio Meliande e Mário Vaz Filho
Massagem for men, 1983, José Adalto Cardoso
O escândalo da sociedade, 1983, Arlindo Barreto
Volúpia de mulher, 1984, John Doo
Transa brutal, 1984, Diogo Angélica
Extremos do prazer, 1984, Carlos Reichenbach
Made in Brasil, episódio Fim de semana impossível, 1985, Carlos Nascimbeni
O desejo da mulher amada, 1985, Milton Alencar
Os bons tempos voltaram: vamos gozar outra vez, episódio Primeiro de abril, 1985, John Herbert
Filme demência, 1986, Carlos Reichenbach
Avesso do avesso, 1986, Antonio F. Souza Filho
Prisioneiros da selva amazônica, 1987, Conrado Sanchez
Anjos do arrabalde, 1986, Carlos Reichenbach
Los corruptores, 1987, Teo Kofman
Mais que a terra, 1990, Elizeu Ewald
Ritual macabro, 1991, Fauzi Mansur
Garotas do abc, 2003, Carlos Reichenbach

Veja também sobre ela
::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.