Ano 15

Alice de Andrade

19 de setembro de 1964 - Rio de Janeiro - RJ


Alice de Andrade nasceu no Rio de Janeiro, em 19 de setembro de 1964.

Filha do cineasta Joaquim Pedro de Andrade, estudou cinema em Cuba e na França.

O primeiro trabalho no cinema foi como estagiária de direção em A floresta das esmeraldas, dirigida pelo inglês John Boorman, em 1985. Em 1986, é co-roteirista, com Lui Farias e Roberto Farias, do filme Com licença eu vou à luta, adaptado do livro de Eliane Maciel e dirigido por Lui. É também assistente de direção neste filme.

Alice de Andrade trabalha em diversas produções: continuísta em Ópera do malandro (1985), de Ruy Guerra; assistente de direção em Faca de dois gumes (1989), de Murilo Salles; e em filmes estrangeiros de cineastas como André Techiné e Olivier Assayas.

Alice de Andrade dirigiu vários curtas e médias, entre eles os documentários Luna de miel, em 1993, e Biju na lage, em 2002. Um de seus curtas mais famosos é Dente por dente, de 1994, comédia de ficção protagonizada por Letícia Sabatella, Ney Latorraca, Pedro Cardoso e Evandro Mesquita. O filme foi o vencedor dos prêmios de Melhor Roteiro e Melhor Direção no Festival de Brasília, e também premiado nos festivais de Fortaleza, Cuiabá e Gramado.

Em 2004, Alice de Andrade estreou em longa-metragem com o filme Diabo a quatro. Filme que revelou nacionalmente a atriz Maria Flor,  Diabo a quatro reúne em seu elenco novos e veteranos atores como Marcelo Faria, Jonathan Haagensen, Márcio Libar, Netinho Alves, Roberta Rodrigues, Ney Latorraca, Ana Beatriz Nogueira, Marília Gabriela, Evandro Mesquita e Cris Couto.

Diabo a quatro recebeu o Prêmio Especial do Júri e o de Melhor Ator Coadjuvante (Jonathan Haagensen) no Festival de Brasília; e os de Melhor (Marcelo Faria) e de Melhor Atriz (Maria Flor) no Festival de Paraty. 

Em 2010 dirigiu o impactante documentário Memória cubana.


::Voltar
Sala 
 Ana Carolina
Cineasta de assinatura personalíssima e de filmografia inquietante.