Ano 15

Lucélia Santos

*20 de maio de 1957 - Santo André - SP

Cena de Luz del fuego, 1982, David Neves
Cena de Luz del fuego, 1982, David Neves
Atriz brasileira de novelas mais conhecida no mundo com Escrava isaura, sucesso em cerca de 130 países, a pequena Lucélia Santos se agiganta nas telas do cinema nacional. Importante nome da TV, do teatro e do cinema, a atriz é também um dos nomes mais politizados de sua geração, com militância nas Diretas Já, no PT e no Partido Verde.

Lucélia Santos começou sua carreira no teatro ainda adolescente, estuda com Eugênio Kusnet,atua em espetáculos de sucesso, e se consagra nacionalmente ao atender convite para protagonizar Escrava isaura, de Gilberto Braga, em 1976. A novela-fenômeno projeta a atriz internacionalmente, e ela torna-se estrela do primeiro time da Rede Globo, na qual protagoniza uma série de novelas de sucesso - como Vereda tropicalÁgua viva e Guerra dos sexos - e também o inesquecível seriado Ciranda cirandinha. No mesmo ano estreia no cinema brasileiro no filme Já não se faz amor como antigamente, em episódio de Anselmo Duarte, iniciando uma carreira extensa e importante nas telas. Lucélia Santos desenvolve um estilo de interpretação em que alia, na medida certa, doçura e malícia. Essa conjugação a torna uma maravilhosa intérprete para as adaptações cinematográficas de Nelson Rodrigues nos anos 80, Bonitinha, mas ordináriaEngraçadinha, e Álbum de família, e também na TV na minissérie Meu destino é pecar.

Em 1987, Lucélia Santos trocou a Globo pela Manchete, na qual protagonizou a novela Carmem. Esse fato, somado a sua atuação política, parece ter desagradado a Globo por muitos anos, na qual passa a fazer atuações esporádicas, como no seriado juvenil Malhação, em 2000. Nas telas, soma quase duas dezenas de filmes, dirigida por nomes importantes como David Neves – Melhor Atriz no Festival de Gramado 1982 por Luz del fuego -, Ruy Guerra, Sérgio Rezende, Braz chediak, Ivan Cardoso e Haroldo Marinho Barbosa – sendo Baixo gávea, dirigido por esse último, um de seus momentos mais luminosos do cinema nacional. Atriz brasileira mais popular na China, Lucélia Santos estreita relações com o país, e na década de 90 produz documentário sobre aquele país. Em 2001 estreia como diretora no filme-denúncia Timor lorasae – o massacre que o mundo não viu. A atriz produz e atua em outra coprodução com a China, o filme Destino (2009), dirigido por Moacyr Góes.


Filmografia

Já não se faz amor como antigamente, episódio Ohm dúvida cruel, 1976, Anselmo Duarte
O ibraim do subúrbio, episódio homônimo, 1976, Astolfo Araújo
Paranóia, 1976, Antonio Calmon
Um brasileiro chamado rosaflor, 1977, Geraldo Miranda
Bonitinha, mas ordinária, 1981, Braz Chediak
Engraçadinha, 1981, Haroldo Marinho Barbosa
Álbum de família, 1981, Braz Chediak
O sonho não acabou, 1982, Sérgio Rezende
Luz del fuego, 1982, David Neves
As sete vampiras, 1986, Ivan Cardoso
Baixo gávea, 1986, Haroldo Marinho Barbosa
Fonte da saudade, 1987, Marco Altberg
Terra para rose, 1987, Tetê Moraes
Kuarup, 1989, Ruy Guerra
Vagas para moças de fino trato, 1992, Paulo Thiago
3 histórias da Bahia, 2001, José Araripe Jr, Ediala Iglesias, Sérgio Machado
Timor lorosae o massacre que o mundo não viu, 2001, Lucélia Santos - atriz, produtora e diretora
O ovo, curta, 2003, Nicole Algranti
Destino, 2009, Moacyr Góes - atriz e produtora
Lula, o filho do Brasil, 2009, Fábio Barreto

Veja também sobre ela
::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.
Sala 
 Ana Carolina
Cineasta de assinatura personalíssima e de filmografia inquietante.