Ano 15

Maria Letícia

*1947 - Rio de Janeiro - RJ


Nascida no Rio de janeiro em 1947, Maria Letícia é atriz e cineasta.  

Maria Letícia inicia carreira no teatro na década de 1970, período em faz escola de teatro e atua em peças de Plínio Marcos e de Leilah Assunção.  

Como atriz de cinema, atua em curtas e em longas. Os primeiros curtas são  História de borboletas, de Flávio Coker, em 1978, e Pegando garrafas, de Ronaldo German, em 1979.  

Estreia por trás das câmeras também na década de 70 como assistente de direção de Alberto Magno em A serpente.  

Em 1982, Maria Letícia estreia como cineasta com o  curta Deus lhe pegue, no qual também atua e assina a produção e o roteiro.   

Como atriz de longas, atua em Macunaíma (1969_, de Joaquim Pedro de Andrade,  Um brasileiro chamado rosaflor (1977), de Geraldo Miranda,  e Amor maldito (1983), de Adélia Sampaio.  

Em 1988, Maria Letícia realiza seu primeiro longa-metragem, no qual além de dirigir também atua: Primeiro de abril, Brasil. O filme foi premiado no Festival de Gramado como o Kikito de Melhor Atriz para Rosamaria Murtinho.  

Em 1993, Maria Letícia recebe outro prêmio, dessa vez no Festival de Brasília de 1993 com o curta Água morro acima, eleito Melhor Filme pelo Júri Popular.  

Protagonizado por Maria Letícia, e com Roberto Bonfim, Thelma Reston e Juliana Oliveira no elenco, o curta Água morro acima  foi feito para a Campanha da Fome.

Em 2006, dirige o longa O amigo invisível.

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.