Ano 15

Teresa Trautman

*11 de fevereiro de 1951 - São Paulo - SP


Nascida em São Paulo, em 11 de fevereiro de 1951, Teresa Trautman integra, nos final dos anos 1960, a Reunião do Produtores Independentes, cineastas com realizações na Boca do Lixo, dentre eles, João Silvério Trevisan, João Batista de Andrade, Luis Sérgio Person e Carlos Reichenbach.  

Estreia no cinema como atriz em 1971 no filme Fantasticon, os deuses do sexo, roteirizando, dirigindo e atuando no episódio Curtição, sobre pessoas às voltas com as drogas para refugiarem da época da repressão.  

Radicada no Rio de Janeiro a partir dos anos 70, intensifica sua carreira cinematográfica, atuando em várias frentes; atriz, roteirista, diretora, montadora e produtora.  

Em 1973 realiza seu primeiro longa-metragem, o bem-sucedido Os homens que eu tive, para o qual também assina o roteiro e a montagem. O filme foi idealizado para Leila Diniz, mas com a tragédia de sua morte no avião que explodiu vindo da Índia, a protagonista Pity acabou nas mãos de outra musa do cinema brasileiro: a exuberante Darlene Glória.  

Em 1975, Teresa Trautman participa do longa em episódios Deliciosas traições de amor, atuando no episódio de Domingos de Oliveira, Mais de cem, e dirigindo e roteirizando o episódio Dois é bom... quatro é melhor.  

Teresa Trautman faz prolífera parceria com o cineasta Alberto Salva, atuando como produtora em Revólveres não cospem flores, em 1972; atriz e roteirista em Os maníacos eróticos, em 1975; e assistente de direção em Ana, a libertina, em 1975.  

Ainda como atriz, atua também em Essa gostosa brincadeira a dois, de Victor di Mello, em 1974.  

Em 1977 dirige o curta-metragem O caso ruschi, documentário que recebe o Prêmio Especial do Júri no XI Festival de Brasília, em 1978.   

Em 1981, Teresa Trautman adapta é uma dos argumentistas de um dos melhores filmes dos Trapalhões, Os saltimbancos trapalhões, dirigido por J.B. Tanko.  

Depois de 15 anos, volta a dirigir um longa-metragem, o delicado Sonhos de menina moça, para o qual escala um elenco feminino inesquecível: Tônia Carrero, Marieta Severo,  Louise Cardoso, Xuxa Lopes, Monique Lafond, Zezé Motta, Norma Blum, Íriz Bruzzi, Dóris Giesse, Ângela Figueiredo, Flávia Monteiro e Gabriela Alves.  

Além da direção de Sonhos de menina moça, Teresa Trautman assina também a produção e o roteiro do filme.

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.
Sala 
 Carmen Santos
Pioneira no cinema: atriz, cineasta, produtora, roteirista e dona de estúdio.