Ano 15

Denise Bandeira

*22 de outubro de 1952 - Rio de Janeiro - RJ

Cena de idolatrada, 1983, Paulo Augusto Gomes
Cena de idolatrada, 1983, Paulo Augusto Gomes
Com uma carreira bem-sucedida de atriz e de roteirista, Denise Bandeira marca presença no cinema nacional e na televisão brasileira desde a década de 1970.  

Denise Bandeira começou sua carreira artística no teatro, sendo ‘seqüestrada’ para o cinema em meados dos anos 70, quando atua em O pistoleiro, de Carlos Santana, O vampiro de copacabana, de Xavier de Oliveira, Marília e marina, de Luiz Fernando Goulart, e À flor da pele, de Francisco Ramalho Jr . O novo veículo seduz a atriz, que passa a participar de um filme atrás do outro, como protagonista ou em papel de destaque.  

Dois anos depois atua em Se segura malandro, de Hugo Carvana, e torna-se presença obrigatória nos filmes do diretor. A dobradinha funciona também na televisão, em que depois de sua estreia no marco seriado Ciranda cirandinha, em 1978, ela co-protagoniza, ao lado de Carvana, o seriadoPlantão de polícia.   

Denise Bandeira tem mais de duas dezenas de filmes no currículo. Além dos citados foi dirigida por cineastas como Sérgio Rezende, Paulo Thiago, Paulo Augusto Gomes e André Luiz Oliveira. Com os dois últimos, participou, respectivamente, do delicado e belo Idolatrada (1983), e do interessante Louco por cinema (1994).  Outros grandes momentos são em À flor da pele (1976), de Francisco Ramalho Jr, e em Inquietações de uma mulher casada (1979), de Alberto Salvá.

Na TV, Denise Bandeira envereda pela função de roteirista, participando de produtos bem-acabados e importantes: Armação ilimitadaA vida como ela éVida ao vivo show; na  novela de Gilberto Braga, Celebridade, entre outros.   

No cinema, participou dos roteiros de dois filmes de Hugo Carvana, em parceria com outros roteiristas, Bar esperança, o último que fecha – o melhor filme do cineasta – e  Vai trabalhar vagabundo II.  

Assina também com outros parceiros, o roteiro de Vento sul (1986), de José Frazão, e Sexo, amor e traição, de Jorge Fernando.

 Denise Bandeira também dirigiu um curta-metragem em 1978, Mal incurável, em que assina também o roteiro. 

 
Filmografia

O pistoleiro, 1976, Oscar Santana - atriz
O vampiro de copacabana, 1976, Xavier de Oliveira - atriz
Marília e marina, 1976, Luiz Fernando Goulart - atriz
À flor da pele, 1976, Francisco Ramalho Jr. - atriz
Se segura malandro, 1978, Hugo Carvana - atriz
Fim de festa, 1978, Paulo Porto - atriz
Mal incurável, 1978, curta, Denise Bandeira – direção e roteiro
Inquietações de uma mulher casada, 1979, Alberto Salvá - atriz
Gargalhada final, 1979, Xavier de Oliveira - atriz
O sonho não acabou, 1982, Sérgio Rezende - atriz
Bar esperança – o último que fecha, 1983, Hugo Carvana – atriz e co-roteirista
Idolatrada, 1983, Paulo Augusto Gomes - atriz
Tropclip, 1985, Luiz Fernando Goulart
Vento sul, 1986, José Frazão - atriz e roteiro
Jorge, um brasileiro, 1988, Paulo Thiago - atriz
Vai trabalhar vagabundo II, 1991, Hugo Carvana – atriz e co-roteirista
Louco por cinema, 1994, André Luiz Oliveira - atriz
O homem nu, 1997, Hugo Carvana - atriz
Dois na chuva, 1997, curta, Miguel Przewodowski – atriz
O cabeça de copacabana, 2000, curta, Rosane Svartman - atriz
Apolônio Brasil, campeão da alegria, 2003, Hugo Carvana – atriz
Sexo, amor e traição, 2004, Jorge Fernando – co-roteirista

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.
Sala 
 Carmen Santos
Pioneira no cinema: atriz, cineasta, produtora, roteirista e dona de estúdio.