Ano 15

Van Fresnot

*1956 - Piracicaba - SP

Crédito: Carlos Mancini - Fonte Quem é Quem - Filme B
Crédito: Carlos Mancini - Fonte Quem é Quem - Filme B
Van Fresnot, da Politheama Filmes, é um nome importante na produção de filmes do Cinema da Retomada.

Nascida em Piracicaba, São Paulo, em 1956, sua estreia no cinema como produtora executiva foi no curta Pé de pato, de Alain Fresnot, em 1994. O filme é protagonizado por Gerson de Abreu, Jean Garrett e Rosi Campos.

Em 1997, Van Fresnot estreia em longas como produtora de Ed mort, de Alain Fresnot. Protagonizado por Paulo Betti, o filme é uma adaptação de personagem criado por Luís Fernando Veríssimo e conta com participações especiais de nomes como Chico Buarque e Marília Gabriela.

Em 1999, co-produz Castelo rá-ti-bum, de Cao Hamburger, ao lado de Cao e Alain.

Van Fresnot vai associar seu nome de produtora a duas dos mais importantes cineastas do cinema brasileiro atual: Eliane Caffé e Tata Amaral. 

Para Eliane Caffé, assina a produção executiva do longa de estreia da cineasta, Kenoma, em 1998, premiado no Festival de Biarritz 

Já para Tata Amaral, produz, em 2000, o segundo longa da cineasta, o belo Através da janela, protagonizado por Laura Cardoso e Fransérgio Araújo.

Van Fresnot intensifica sua atuação como produtora nos anos 2000. 

Em 2002, leva às telas a adaptação do romance de Ana Miranda, Desmundo, dirigido por Alain Fresnot.

Em 2003, co-produz, ao lado da veterana Assunção Hernandez, a estreia do cineasta Ricardo Elias em longas, De passagem – do qual é também produtora executiva. O filme recebeu vários prêmios: Melhor Filme do Júri e da Crítica no Festival de Gramado, além dos prêmios de Roteiro, Direção e Ator Coadjuvante, para Fábio Nepo, no mesmo Festival. De passagem é também o Melhor Filme na votação do público na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Em 2006, Van Fresnot dá sequência à parceria com Ricardo Elias, produzindo o segundo longa do cineasta: Os 12 trabalhos. O filme recebeu o prêmio Horizontes no Festival Internacional de Cinema de San Sebastian. Os 12 trabalhos foi também o grande vencedor do XI Cine PE, onde arrebatou cinco prêmios: Melhor Diretor, Roteiro, Ator (Sidney Santiago – que dividiu o prêmio com Leonardo Medeiros por Não por acaso, de Philippe Barcinski), Trilha Sonora e Ator Coadjuvante (Flávio Bauraqui).

Van Fresnot volta a trabalhar com Eliane Caffé em O sol do meio-dia (2010).

::Voltar
Sala 
 Carmen Santos
Pioneira no cinema: atriz, cineasta, produtora, roteirista e dona de estúdio.