Ano 15

Fernanda de Jesus

*20 de agosto de 1958 - Viseu - Portugal

Cena de Amadas e violentadas, 1975, Jean Garrett
Cena de Amadas e violentadas, 1975, Jean Garrett
Nascida em Portugal, mas radicada no Brasil na primeira infância, Fernanda de Jesus é destaque no cinema como uma bela Lolita em Amadas e violentadas.

Fernanda de Jesus veio para o Brasil aos seis anos com a família, que se instalou no Rio de Janeiro. As atuações no teatro amador na época escolar já sinalizavam a futura atriz que seria. O grande chamariz que a projetou no cenário artístico foi a capa que fez para a revista Ele e Ela, importante publicação na década de 1970. Sua beleza e sua expressividade chamaram a atenção do cineasta Braz Chediak, que a escalou para o  filme Eu dou o que ela gosta, em 1975, já em papel de destaque. Nessa época também, a atriz atua em O rebu, novela marco de Bráulio Pedroso, na TV Globo, exibida em 1974 e 1975.

Ela chama a atenção também de David Cardoso, produtor da Dacar, que vinha de grande sucesso de bilheteria com sua primeira parceria com o cineasta Jean Garrett – a estreia dele como diretor -  em A ilha do desejo (1975), e que a escalou para o novo filme da dupla. A atriz atua no ótimo Amadas e violentadas (1976), filme que reafirmaria o talento de Garrett e o bom tino de Cardoso como produtor, que também protagoniza o filme. Na trama ele é um escritor policial suspeito de ser um serial killer, que encontra em seu caminho uma jovem perseguida por uma seita satânica, interpretada com brilho por Fernanda de Jesus, perfeita com seu ar de Lolita ingênua e pura. Depois atua no grande sucesso  Dona flor e seus dois maridos (1976), de Bruno Barreto,  e em Passaporte para o inferno (1976), de J. Marreco, em que é uma jovem que pena na mão de quatro criminosos.

Filmografia

Eu dou o que ela gosta, 1975, Braz Chediak
Amadas e violentadas, 1976, de Jean Garrett
Dona flor e seus dois maridos, 1976, de Bruno Barreto
Passaporte para o inferno, 1976, de J. Marreco

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.