Ano 15

Suzana Amado

*11 de junho de 1952 - *Rio de Janeiro - RJ

Crédito: Paulo Filho/Universo Produção
Crédito: Paulo Filho/Universo Produção
A produtora Suzana Amado nasceu em 11 de junho de 1952, no Rio de Janeiro. Graduada em Comunicação Social, começou a trabalhar na TV Educativa, experiência que será marcante em sua trajetória, pois futuramente vai produzir vários trabalhos para a televisão.

Quando saiu da Embrafilme, Suzana Amado trabalhou como independente no lançamento de alguns filmes. Mas aí veio o governo Collor, que quase dizimou o cinema brasileiro, e ela ingressou em uma editora de livros. Com o Cinema da Retomada, viu que podia voltar para o audiovisual, e aí fez trabalhos na produção de filmes de Marco Altberg, Murilo Salles e Jorge Durán. 

Com Marco Altberg fez produção executiva em projetos como: Mangueira amor que fica (1999), Joana e Marcelo amor (quase) perfeito (2002) e Metade sexo metade mussarela. Com Murilo Salles, fez produção executiva para a série És tu Brasil (2003), e parte do trabalho no longa Seja o que Deus quiser (2002). Já com Jorge Durán é produtora e produtora executiva em Proibido Proibir (2007). Fez também a produção do longa experimental de ficção Korda (2004), dirigido por Marcos Andrade, e que não teve lançamento comercial.

Suzana Amado trabalha ainda na produção do importante documentário Hércules 56 (2006), dirigido por Sílvio Da-Rin, que conta a guerrilha da época da ditadura militar pela voz dos próprios guerrilheiros. 

O filme chamou a atenção da cineasta Ana Rieper, que a convidou para produzir Vou rifar meu coração (2012), que reúne nas telas tanto artistas famosos, como Wando, Nelson Ned, Aguinaldo Timóteo e Odair José, como anônimos de Sergipe, para falar sobre música brega e sexualidade no sertão.

Lançado no Festival de Brasília, Vou rifar meu coração causou polêmicas devido à participação do cantor Lindomar Castilho, sem que se fizesse menção ao fato dele ter assassinado a esposa.

Suzana Amado fez a produção executiva do documentário Transcendendo Lynch (2011), dirigido por Marcos Andrade e Júlia Martins.

Veja também sobre ela
::Voltar
Sala 
 Carmen Santos
Pioneira no cinema: atriz, cineasta, produtora, roteirista e dona de estúdio.