Ano 15

Ana Regis

*14 de fevereiro de 1970 - Belo Horizonte - MG

Cena de Parênteses, 2013, Marinho Antunes
Cena de Parênteses, 2013, Marinho Antunes
A graduação foi em Letras, na UFMG, mas mesmo antes da faculdade, foi como atriz que começou a carreira artística, com formação na Escola Tangran, de Paulinho Polika, uma escola de desenvolvimento de criatividade e que trabalhava com improvisos.

Na faculdade ela intensifica a carreira artística participando de grupo de teatro e das atrações do programa Elias Sunshine, no curso de Comunicação. Depois de participar de oficina com o Grupo Galpão, Ana Regis integra a Companhia Cínica de 1992 a 2000, na qual atua nos espetáculos A intrusa, Catavento e O Amor de Don Perlimplin.

Ana Regis integra o Oficinão do Galpão Cine Horto, que resulta no espetáculo Caixa Postal 1500. Integra também a Oficina de Dramaturgia, que resulta no espetáculo Por toda minha vida.
Nasce aí a dramaturga, e em 2003 ela assina a dramaturgia, com Nina Caetano, do espetáculo Cães de palha, dirigido por Júlio Maciel. Depois, faz a dramaturgia de A bicicleta branca, dirigido por Chico Pelúcio, e de Hotel Paraíso, dirigido por Rita Clemente.

Ainda no teatro, funda a Cia Bárbara e produz e protagoniza, ao lado de Patrícia Reis, o espetáculo Rubros: vestido, bandeira, batom, que tem dramaturgia de Adélia Nicolete e direção de Rita Clemente.

Ana Regis inicia carreira no audiovisual na publicidade, dirigindo crianças para um teste de elenco de um comercial.  Torna-se reconhecida Produtora de Elenco em Belo Horizonte, tanto para publicidade quanto para cinema.

No cinema, trabalha com elenco para os longas Vida de Menina (2003), de Helena Solberg, Depois daquele baile (2004), de Roberto Bomtempo, Mutum (2005), de Sandra Kogut, 5 frações de uma quase história (2006), de Cristiano Abud, Cris Azzi, Tales Bahia, Lucas Gontijo, Armando Mendz e Guilherme Fiúza, Fronteira (2006), de Rafael Conde,  A hora e a vez de Augusto Matrága (2009), de Vinícius Coimbra, O menino no espelho (2011), de Guilherme Fiúza, e O homem na multidão (2012), de Cao Guimarães e Marcelo Gomes. 

Ana Régis atua como atriz no cinema no média Gás (2003), de Cecília Torquato, e em vários curtas: Meninos da zona sul (2003), de Silvia Godinho e Cláudia Ribeiro, Acaso, fidelidade e violência (2005), de Marco Aurélio Ribeiro, Cheiro do mundo (2011) de  Fabiana Leite, Contrato de sorte (2011), de André Carreira, e Parênteses ( 2013), de Marinho Antunes. Faz também uma ponta no longa  Depois daquele baile (2004), de Roberto Bontempo.

Depois de anos atuando como produtora de elenco, Ana Regis abandona a função para privilegiar o trabalho de atriz e de professora – é docente do TU – Teatro Universitário da UFMG.


Filmografia

Atriz:
Meninos da zona sul, 2003, curta, Silvia Godinho e Cláudia Ribeiro – Personagem: Diretora de escola
Gás, 2003, média, Cecília Torquarto – Brasil/Suécia – Personagem: Esposa
Depois daquele baile, 2004, Roberto Bontempo (ponta)
Acaso, fidelidade e violência, 2005, curta, Marco Aurélio Ribeiro – Personagem: Esposa
Cheiro do mundo , 2011, curta, Fabiana Leite – Personagem Sayene (protagonista)
Contrato de sorte, 2011, André Carreira – Classificado entre os 5 curtas mais votados pelo público no Festival de Cinema de Tiradentes 2013.
Parênteses, 2013, Marinho Antunes – Protagonista
 
Produtora e pesquisadora de Elenco
O diabo a quatro, 2002, Alice Andrade – Pesquisa para o protagonista
Vida de Menina, 2003, Helena Solberg – Elenco secundário e elenco de apoio
Depois daquele baile, 2004, Roberto Bontempo -  Elenco secundário, elenco de apoio e  figuração.
Mutum, 2005, Sandra Kogut – Pesquisa de elenco (principal e secundário)- Prêmio de Melhor Filme no Festival de Cinema do Rio de Janeiro
5 Frações de uma quase história, 2006,  Cristiano Abud, Cris Azzi, Tales Bahia, Lucas Gontijo, Armando Mendz e Guilherme Fiúza – Elenco principal e secundário.
Fronteira, 2006, Rafael Conde - Elenco principal e secundário
A hora e a vez de Augusto Matraga, 2009, Vinicius Coimbra – Elenco secundário – Prêmio de Melhor Filme no Festival de Cinema do Rio de Janeiro 2011
O Menino no espelho, 2011, Guilherme Fiuza - Oficinas de interpretação para escolha de elenco principal.
O homem na multidão, 2012, Cao Guimarães e Marcelo Gomes.-      Produção de Elenco

Veja também sobre ela
::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.
Sala 
 Carmen Santos
Pioneira no cinema: atriz, cineasta, produtora, roteirista e dona de estúdio.