Ano 15

Nydia Licia

*30 de abril de 1927 - *Trieste - Itália

Cena de Quem matou Anabela?, 1956, D. A. Hanza
Cena de Quem matou Anabela?, 1956, D. A. Hanza
Nydia Licia é grande nome do teatro brasileiro, e se eternizou também no cinema.

Nydia Licia nasceu na Itália, e é lá que começa os estudos artísticos. Vem para o Brasil com 12 anos, radicando-se em São Paulo, e mais tarde atua como cantora lírica. É na capital paulista que começa importante carreira no teatro, que projetará seu nome nacionalmente. Estreia nos palcos em 1948 no Teatro Experimental, e depois é uma das fundadoras do TBC – Teatro Brasileiro de Comédia, um dos maiores acontecimentos das artes cênicas no país na década de 1950. Casada com o ator Sérgio Cardoso, fundam a  Companhia Nydia Lícia-Sérgio Cardoso, em 1954, e na década de 60 monta vários espetáculos com sua própria companhia. A atriz atua também na televisão em teleteatros e novelas – a Tia Emília de Éramos seis, de Sílvio de Abreu e Rubens Ewald Filho, exibida na Tupi em 1977, é um dos destaques na sua carreira na telinha. A estreia no cinema se dá em Quando a noite acaba (1950), dirigido por Fernando de Barros, que depois foi relançado com o título de Perdida pela paixão.

Nydia Licia atua em filmes de dois importantes estúdios paulistas da década de 50: em Ângela (1951), dirigido por Abílio Pereira de Almeida e Tom Payne na Vera Cruz; e em Quem matou Anabela? (1956), dirigido por D.A. Hanza na Maristela. Depois de muitos anos afastada das telas, Nydia Lícia retornou ao cinema no belo O príncipe (2002), dirigido por Ugo Giorgetti, em que atua como dona Norma.


Filmografia

Quando a noite acaba (Perdida pela paixão), 1950, Fernando de Barros
Ângela, 1951, Abílio Pereira de Almeida e Tom Payne
Quem matou Anabela?, 1956,  D. A. Hanza
O Príncipe, 2002, Ugo Giorgetti

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.