Ano 15

Rilda Fernandes

*Pernambuco, +entre 1969/70

Crédito: Quase Catálogo 3 - Estrelas do Cinema Mudo Brasil 1908 - 1930 - Revista Selecta
Crédito: Quase Catálogo 3 - Estrelas do Cinema Mudo Brasil 1908 - 1930 - Revista Selecta
Rilda Fernandes é uma das musas do cinema da década de 1920.

Rilda Fernandes estreou no cinema em 1925 no filme Jurando vingar, com direção de Ary Severo. Na trama ela é Berta, namorada de Júlio Serra (Gentil Roiz), plantador de cana em uma cidade do interior, que tem como inimigo o vilão Zé Moraes (José Lira). Zé Moraes mata a irmã de Júlio, interpretada por Iara de Alencar, e rapta Berta, o que faz o herói partir para a vingança. Jurando vingar tem, entre seus produtores junto a Aurora Filme, o próprio Gentil Roiz, que interpreta o vilão do filme, e que também assina o argumento e o roteiro. Segundo a publicação Quase Catálogo 3 Estrelas do Cinema Mudo Brasil 1908 – 1930, organizado por Heloísa Buarque de Hollanda, Gentil se apaixonou pela atriz, que é uma das protagonistas do filme que ele dirige, o clássico Aitaré da praia (1925).

Rilda Fernandes é Glória em Aitaré da praia. No filme, ela e seu pai, um rico coronel,  naufragam e são salvos por um pescador, Aitaré (Ary Severo). Ele é namorado de Cora (Almery Steves), com quem havia brigado. Cora fica enciumada com a moça que chegou da cidade e que se apaixonou por Aitaré. Com isso, um triângulo amoroso se instala na vida dos personagens. Aitaré da praia tem argumento e roteiro de Ary Severo,  foi produzido por Joaquim Tavares e coproduzido pela Aurora Filme e Liberdade Filmes.


Filmografia

Jurando Vingar, 1925, Ary Severo
Aitaré da praia, 1925, Gentil Roiz

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.