Ano 15

Mariana Pamplona

*18 de março de 1972 - *São Paulo - SP

Acervo Pessoal
Acervo Pessoal
A roteirista Mariana Pamplona nasceu em São Paulo, onde se formou em Filosofia pela USP.

Depois, faz mestrado em Multimeios, na área de Roteiro, na Unicamp.

É roteirista, produtora e sócia da Kinoscópio Cinematográfica.

No cinema, tem parceria com o cineasta Flávio Frederico - também seu marido -, fundador da Kinoscópio em 1998, com o qual trabalha em vários filmes.

É uma dos colaboradores do roteiro do documentário Caparaó (2006), dirigido por Flávio Frederico.

O filme retrata a primeira tentativa de luta armada organizada contra o regime militar no Brasil pós 1964.

Caparaó recebeu os prêmios de Melhor Filme Brasileiro de Longa Metragem no Festival É Tudo Verdade/2006, e Melhor Filme, Melhor Roteiro e Melhor Pesquisa no Recine 2006, e foi exibido em vários festivais.

É roteirista também de Campos Elíseos (2006), dirigido por Flávio Frederico, documentário para TV -  roteiro premiado na primeira edição do Edital de Bairros da Prefeitura de São Paulo.

Em 2008, assina com Flávio Frederico, o roteiro do média metragem Quilombo, do Campo Grande aos Martins

O filme fala sobre a história dos negros a partir dos inúmeros quilombos que foram fundados em Minas Gerais, mesclando passado e presente. 

Exibido no Festival É Tudo Verdade em 2008, Quilombo, do Campo Grande aos Martins recebeu os prêmios de Melhor Média-Metragem pela TV Brasil, em 2008; Melhor Pesquisa no Festival Recine 2008; e Prêmio Nêgo Chico e Melhor Vídeo (Júri Técnico) no Festival Guarnicê de Cinema 2008.

Em 2010, Flávio Frederico dirige o longa de ficção Boca, protagonizado por Daniel de Oliveira, e livremente adaptado do livro Boca do Lixo, de Hiroíto de Moraes Joanides.

Mariana Pamplona assina o argumento do filme e divide o roteiro com o diretor.

O filme se passa na Boca do Lixo, em região de prostituição no centro de São Paulo, nos anos 1950 e 60, e conta a história de um dos bandidos mais procurados pela polícia na época.

Em busca de Iara (2013), dirigido por Flávio Frederico, é sobre Iara Lavelberg, militante política que lutou na guerrilha contra a ditadura militar e foi companheira de Carlos Lamarca.

Iara lavelberg é tia de Mariana Pamplona, que assina o roteiro e a produção do filme, além de estar em cena como entrevistadora de ex-guerrilheiros, familiares e amigos na busca pela verdade sobre a morte da tia. O filme desmonta a versão oficial do regime que dizia que Iara teria se suicidado diante do cerco da polícia.

Em busca de Iara foi exibido no Festival É Tudo Verdade 2013.


::Voltar
Sala 
 Carmen Santos
Pioneira no cinema: atriz, cineasta, produtora, roteirista e dona de estúdio.