Ano 15

Ana Ariel

*18 de maio de 1930, +20 de fevereiro de 2004 - *São Paulo - SP


Ana Ariel é a mãe repressora de Mário Fofoca.

Ana Ariel é filha do Palhaço Piolim, conhecido internacionalmente e sinônimo de arte popular de altíssimo quilate da cultura brasileira. Portanto, o picadeiro sempre fez parte da sua vida, e foi assim que começou a carreira como atriz mirim, além de atuar no circo como equilibrista, ginasta, acrobata. A atriz atua no teatro e na televisão, e é nesse veículo que vai ficar conhecida nacionalmente. Prima do ator e comediante Ankito, participou de quadro com ele no programa Noites Cariocas. A estreia em novelas é como uma índia em A rainha louca (1967), de Glória Magadan, que marcou a estreia de Daniel Filho como diretor. A partir daí a atriz emenda uma novela na outra e fica reconhecida pelo público por sua interpretação econômica e marcada por grande talento – a Domingas de Irmãos Coragem (1970/71), a Idalina de Gabriela (1975), a Santinha de Saramandaia (1976), a Bina de Cabocla (1979) e Leonor de Amor com amor se paga (1984) são alguns de seus grandes momentos. A estreia no cinema se dá na primeira fase de sua carreira.

Ana Ariel atua em Pedro Diabo ama Rosa Meia-Noite (1970), de Miguel Faria Jr. Protagonizada por Paulo César Peréio e Suzana Gonçalves, a trama gira em torno de um homem que se torna bandido temido e procurado e sua relação com uma mulher do teatro de revista. A atriz só volta a atuar no cinema em As aventuras de Mário Fofoca (1983), de Adriano Stuart, a transposição para o cinema do personagem que Luís Gustavo interpretou com sucesso na novela Elas por elas (1982), de Cassiano Gabus Mendes. Ana Ariel é Raquel, a mãe repressora de Mário Fofoca, o mesmo que ela interpretou na novela.


Filmografia

Pedro Diabo ama Rosa Meia-Noite, 1970, Miguel Faria Jr.
As aventuras de Mário Fofoca, 1983, Adriano Stuart

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.