Ano 15

Carla Daniel

*15 de agosto de 1965 - *Rio de Janeiro - RJ

Cena de Mulheres do Brasil, 2006, Malu di Martino
Cena de Mulheres do Brasil, 2006, Malu di Martino
Carla Daniel é uma das protagonistas de Mulheres do Brasil.

Carla Daniel trabalhou com Chico Anysio aos oito anos, mas segue na carreira artística mesmo é na adolescência, quando começa a fazer teatro amador. Filha da atriz Dorinha Duval e do ator e diretor Daniel Filho, a estreia na televisão foi na Rede Globo, na qual desenvolve toda a sua carreira televisiva. A primeira novela é Partido alto (1984), de Aguinaldo Silva e Glória Perez, em que interpreta Malu. A partir daí atua em várias, sendo alguns destaques a Marlene de Roda de fogo (1986/87), a Cozete de Que rei sou eu? (1989), e a Shirley do seriado Mulher (1998/99).  A estreia no cinema é em personagem de destaque em Os fantasmas trapalhões (1987), dirigido por J.B. Tanko. No filme, ela é Ruth, a cigana por quem Didi vai se apaixonar, em trama em que Os Trapalhões vão em busca de uma fortuna em um castelo assombrado. Depois, faz participação em A partilha (2001), adaptação do sucesso teatral de Miguel Falabella para o cinema, com direção de Daniel Filho.

Carla Daniel volta a ser dirigida por seu pai no grande sucesso de bilheteria Se eu fosse você (2006), como Regina, e é dirigida por ele em mais dois filmes: Muito gelo e dois dedos d´água (2006), como Cleuza; e Chico Xavier (2010), como Carmosina. Mas é em Mulheres do Brasil (2006), de Malu di Martino, que viverá uma protagonista como Martileide. O filme é conta cinco histórias, cada uma protagonizada por uma atriz e ambientada em uma capital diferente: Roberta Rodrigues no Rio de Janeiro; Bete Coelho em São Paulo, Camila Pitanga na Bahia; Luana Carvalho em Maceió; e Carla Daniel em Curitiba. Sua personagem é uma garçonete moradora da periferia e que está em busca do amor.


Filmografia

Os fantasmas trapalhões, 1987, J.B. Tanko
A partilha, 2001, Daniel Filho
Se eu fosse você, 2006, Daniel Filho
Mulheres do Brasil, 2006, Malu di Martino
Chico Xavier, 2010, Daniel Filho



::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.