Ano 15

Branca Messina

*26 de fevereiro de 1985 - *Rio de Janeiro – RJ

Cena de Vingança, 2008, Paulo Pons
Cena de Vingança, 2008, Paulo Pons
Branca Messina é ótima presença em Vingança.

Branca Messina começou a carreira no teatro ainda na adolescência , cursa a CAL – Casa de Artes Laranjeiras e atua em espetáculos como Else (2005), de José Luiz Jr., e As pecadoras, de Vitor Paiva. No audiovisual, a atriz constrói trajetória principalmente no cinema, no qual estreia em Cafuné (2005), de Bruno Vianna, como Maria. Na televisão, atua só mais tarde em episódio seriado Macho man (2011). A atriz atua em Mulheres sexo verdades e mentiras (2007), de Euclydes Marinho, como  Nanda, e já em seus próximos filmes tem grandes desempenhos em personagens de destaque. Em Não por acaso (2007), de Philippe Barcinski ela é Teresa, em trama em que dois homens, interpretados por Leonardo Medeiros e Rodrigo Santoro, têm suas vidas mudadas a partir de um acidente – por sua personagem, ela recebe o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante no Cine PE. Já em Vingança (2008), de Paulo Pons, ela é a protagonista ao lado de Erom Cordeiro e Bárbara Borges.  No filme, ela é Carol, uma jovem carioca moderna que se envolve com viajante misterioso, em trama sobre estupro da filha de um fazendeiro ocorrido no sul do país. 

Branca Messina é Calypso em Olhos azuis (2009), filme dirigido por José Joffily sobre o embate entre chefe de polícia da imigração (David Rasche) em aeroporto nos Estados Unidos e um homem que tenta entrar no país, interpretado por Irandhir Santos.  Já em 400 contra 1 – a história do Comando Vermelho (2010), de Caco Souza, ela é Carmen, a advogada que defende presos de maus tratos na Ilha Grande e que se opõe a formação do Comando Vermelho. Branca Messina atua também em Rio Sex Comedy (2010), de Jonathan Nossiter, como Tatiana; e em Menos que nada (2012), de Carlos Gerbase, como Paula.


Filmografia

Cafuné, 2005, Bruno Vianna
Mulheres sexo verdades e mentiras, 2007, Euclydes Marinho
Não por acaso, 2007, Philippe Barcinski
Vingança, 2008, Paulo Pons
Olhos azuis, 2009, José Joffily
400 contra 1, - a história do Comando Vermelho, 2010, Caco Souza
Rio sex Comedy, 2010, Jonathan Nossiter
Depois, 2010, curta, Gabriel Tupinambá
A última casa de ópio, 2010, Pedro Rossi
Menos que nada, 2012, Carlos Gerbase

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.