Ano 14

Maeve Jinkings

Brasília - DF

Cena de Amor, plástico e barulho (2013), de Renata Pinheiro
Cena de Amor, plástico e barulho (2013), de Renata Pinheiro
Forte presença no cinema pernambucano, Maeve Jinkings é uma das maiores atrizes de sua geração.

Maeve Jinkings nasceu em Brasília, e ainda na infância mudou-se para Belém, no Pará. Mas foi em São Paulo que fez sua formação artística – estuda com Antunes Filho e cursa a EAD da USP. A estreia no cinema se dá em Falsa loura (2007), longa de Carlos Reichenbach, como Lygia, uma das operárias que trabalham com Silmara, a protagonista interpretada por Rosanne Mulholland. A consagração nacional vem como Bia em O som ao redor (2012), de Kleber Mendonça Filho, filme de repercussão internacional e que marca o início da careira da atriz na produção pernambucana, parceria que vai render vários filmes. Maeve atua também em Boa sorte, meu amor (2012), de Daniel Aragão, e em Era uma vez eu, Verônica (2012), de Marcelo Gomes. A atriz tem outra atuação marcante como a protagonista de Amor, plástico e barulho (2013), de Renata Pinheiro, e também no curta Estátua! (2014), de Gabriela Amaral, que lhe valeu o prêmio de melhor atriz em curta no Festival de Brasília.

Maeve Jinkings deu sequência à carreira cinematográfica atuando em filmes importantes, como Boi neon (2015), de Gabriel Mascaro, e Aquarius (2016), nova parceria com Kleber Mendonça Filho.  A atriz estreia na televisão com sucesso interpretando Domingas, uma mulher maltratada pelo marido na novela A regra do jogo (2015).  Os curtas Loja de repteis (2014), de Pedro Severien, e Vaca profana (2017), de René Guerra – em atuação acachapante -, e os longas Açúcar (2017), de Sérgio de Oliveira e Renata Pinheiro, e Where has he time gone? (2017), em episódio dirigido por Walter Salles, são outros de seus trabalhos. Maeve Jinkings trabalhou ainda como preparadora de elenco no curta Sem coração, de Nara Normande e Tião, e no longa Big jato, de Cláudio Assis.

Filmografia

Falsa loura, 2007, Carlos Reichenbach
O som ao redor, 2012, Kleber Mendonça Filho
Boa sorte, meu amor, 2012, Daniel Aragão
Era uma vez eu, Verônica, 2012, Marcelo Gomes
Amor, plástico e barulho, 2013, Renata Pinheiro
Sem coração, 2014, curta, Nara Normande e Tião
Loja de repteis, 2014, curta, Pedro Severien
Estátua!, 2014, Gabriela Amaral
Boi neon, 2015, Gabriel Mascaro
Aquarius, 2016, Kleber Mendonça Filho
Big jato, 2016, Cláudio Assis – Preparadora de elenco
Vaca profana, 2017, curta, René Guerra
Açúcar, 2017, Sérgio de Oliveira e Renata Pinheiro
Where has he time gone?,2017, episódio, Walter Salles

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.