Ano 15

Alda Garrido

*18 de agosto de 1896 - + 08 de dezembro de 1970 - *São Paulo - SP

cena de Dona Xepa, 1959, Darcy Evangelista
cena de Dona Xepa, 1959, Darcy Evangelista
Alda Garrido foi uma das maiores comediantes brasileiras e fez muito sucesso nos teatros nas décadas de 20 a 60. E como no caso de Cacilda Becker, foi o cinema que registrou sua imagem para seu saudoso publico, as gerações seguintes e para as próximas que virão.

Alda Garrido estreou nos palcos com apenas 16 anos. Na década de 20 monta sua companhia e encena vários espetáculos pelo Brasil. Em toda a sua trajetória, seu maior sucesso foi Dona xepa, a comovente história da feirante que luta para manter unida a sua família. A atriz estreou no cinema em 1940, no filme E o circo chegou, dirigido pelo incansável Luiz de Barros. Mas foi outra vezcom a adaptação cinematográfica de Dona xepa, agora para o cinema por Darcy Evangelista, em 1959, que Alda Garrido inscreveu seu nome no cinema nacional. Na TV, uma das versões foi protagonizada por Yara Cortes.

Da geração de Dercy Gonçalves, Alda Garrido se afastou dos palcos em 1965 e faleceu aos 74 anos de idade. É uma das damas das artes cênicas brasileiras.


Filmografia 
E o circo chegou, 1940, Luiz de Barros
Dona xepa, 1959, Darcy Evangelista

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.