Ano 16

Felipe Gamarano (Helena Ignez)

Uma mulher, uma grande figura feminina do cinema pra mim é a personagem da moça de O padre e moça, do Joaquim Pedro (de Andrade), interpretado pela Helena Ignez. Eu acho do mais precioso, mais singelo, mais lindo, talvez o meu predileto do cinema brasileiro. 

É um personagem fantástico porque é muito sobre ela o filme, apesar do ponto de vista não ser o dela. E muito por conta disso ela é um grande mistério, a gente não sabe se as suspeitas do Fortunato sobre ela são reais ou não. Existe uma ambiguidade em jogo muito interessante, né? Ela é uma santa ou não é? 

A gente nunca vai ter acesso a isso e, no final das contas, a gente não precisa ter acesso a essa verdade pra se apaixonar totalmente por essa personagem.


Felipe Gamarano é cineasta e roteirista.

Depoimento colhido em janeiro de 2015 na 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes.

Cena de O padre e moça (1966), de Joaquim Pedro de Andrade.

Veja também sobre ela

::Voltar
Sala 
 Sala Dina Sfat
Atriz intensa nas telas e de personalidade forte, com falas polêmicas.